Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tu tens um medo...

Confessado por Mulherde30, em 30.07.07

CESAR DE OLIVEIRA.jpg
Fotografia: Cesar de Oliveira

"Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo o dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno."

Cecília Meireles

publicado às 22:39

Merecido sossego...

Confessado por Mulherde30, em 26.07.07

723837.jpg
Fotografia: ?

Eu podia sentar-me aqui e responder aos comentários. Ou escrever alguma coisa de jeito. Era o que devia fazer. Aquilo que sinto que devia mesmo mesmo mesmo fazer. mas estou incapacitada para tal.
Os neurónios não permitem. Um está desgraçado, outro cheio de sono.

Vou ali esticar-me na banheira até enrugar as pontas dos dedos e tratar da alma porque o corpo já não vai lá, de tão cansado.

Com o tempo, habituo-me e tudo volta ao normal, mas esta correria não me permite uma vida decente. (OK, dizem vocês, queixa-se ou da falta de trabalho ou da demasia! eheheheh).
Mas assim não pode ser que nem tenho força para uns amassos quando chego a casa. Ai não pode não.

Dizia eu que me deito na banheira e vou pensar em coisas boas enquanto fumo um cigarro... se não adormecer entretanto. Esquecer que o gajo foi para longe e nem sei quando volta. A trabalho, disse ele. Cá para mim, é desculpa. E volta nunca mais.

Eu tambem vou. Mas volto.

publicado às 21:15

Lamento...

Confessado por Mulherde30, em 16.07.07

daniel camacho1.jpg
Fotografia: Daniel Camacho


Que a idéia de um encontro na praia me soava bem, creio que todos sabem.
O que não sabem é que não se vai realizar. Ou pelo menos não com a minha presença.

Custa-me dizer isto, até porque odeio estas merdas de que é sim e depois é não. Mas acreditem que é por bom motivo.
Já estou a trabalhar!!!!!

Ah pois é. E como fins de semana vão deixar de ser para mim dias de descanso, posso correr o risco de chegar ao dia e não ter folga. Portanto é melhor deixar esse encontro às escuras para outra época. Até porque, como devem calcular, não fica nada bem, a esta altura do campeonato, estar a dizer que tal, nesse-dia-não-venho-porque-me-vou-encontrar-com-um-pessoal-desconhecido-de-quem-nem-sei-aocerto-o-nome-e-vêm-de-vários-pontos-do-país-ali-na-praia-da-Barra.

Mas de verdade que lamento. E espero que me possam perdoar.

Hoje foi o primeiro dia. Cedo demais para dizer o que quer que seja até porque, estas coisas das formações é sempre tudo muito bom. Na prática, não sei como será.
Pelo menos deixo de lavar tectos. Deixo esta mania de fazer Sudoku só para não me sentir a ficar estupida, obrigando-me a exercitar a mente.
E de tentar a todo o custo pôr-me em pé na prancha de surf (mas não vou deixar de tentar!).

E como sou assim, metade defeito e a outra metade mau feitio, aproveito para cansar o corpo enquanto dou descanso à alma. Pelo menos nestes dias em que antes de ir uma hora de combóio que pára em todas, ainda tenho que me levantar às 6.30 da manhã. Hora a que, em tempo de vacas gordas, era costume deitar-me!

Pago para ver. Como sempre fiz. Mas cheira-me que isto vai ser engraçado. Mais não seja observar um grupo de pessoas tão estranhas que me fazem rir. Bom, eu cá tambem não sou certinha. Mas é possivel, que estando com outros semelhantes, isto piore.
Quer dizer que estou mesmo fo****.

Como confissão: nas vossas orações, ponham lá uma cunha que bem preciso de sorte. Se fizerem favor e não vos custar muito, claro! eheheheheheheh

publicado às 19:32

Confiança...

Confessado por Mulherde30, em 10.07.07

jean-philippe poli.jpg
Fotografia: Jean-Philippe Poli


"O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...

E que a doçura
Que não se prova,
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova..."

Miguel Torga

publicado às 21:49

Não me apetece...

Confessado por Mulherde30, em 09.07.07

sossego.jpg
Fotografia: ?


Queria sentar-me aqui e dizer-vos o quanto me sinto cansada. Cansada não, aborrecida.
Não me apetece ler, não me apetece escrever, não me apetece andar de bicicleta, não me apetece sair. Melhor dizendo, apetece mas os euros não permitem.

Um dia destes ainda fui até à praia, tentando, inutilmente, colocar-me em pé em cima da prancha de surf. OK, não fui capaz mas sempre fiz alguma coisa pela sociedade. Rir faz bem.
E os musculos dos braços tambem deram ar de graça doendo como o caraças no dia seguinte. Mas não desisti, apenas não voltei a praticar. Digamos que as ondas, atormentam-me um pouco.
Noutro dia de praia, acordei com uma lapa colada aos meus pés. Aos meus e aos da amiga que estava comigo. Ainda por cima uma lapa em inicio de vida. O puto, ainda de borbulhas no rosto, achou por bem estender-se aos nóssos pés. E ninguem me tira da ideia que era por termos as mamas à mostra. OK, voltei a praticar o bem. Não se riu, mas foi embora com ar de deliciado depois que chegou o meu boy.

Por isso, entre um bem e outro que vou fazendo à sociedade, sou inutil o resto do tempo. Ora durmo, ora vejo televisão, ora esfrego tectos, ora lavo roupa, ora imprimo curriculuns, ora compro selos, ora vejo jornais, ora vou a entrevistas meio manhosas.

E é por isso que gostava de vos dizer muitas coisas... mas acho que não me apetece.
Mas a neura passa. E raios me partam se não encontro um trabalho de condições dignas.
Digo eu que nada sei...

publicado às 20:07


O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D