Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A casa da Heidi... dizem...

Confessado por Mulherde30, em 17.04.09

casa da Heidi.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:45

Ruas de Davos...

Confessado por Mulherde30, em 17.04.09

ruas de Davos.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:43

Bate leve, levemente...

Confessado por Mulherde30, em 17.04.09

neve.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:22

Matterhorn...

Confessado por Mulherde30, em 17.04.09

Matterhorn.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:13

Kanderstag...

Confessado por Mulherde30, em 17.04.09

Kanderstag.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:12

Homenagem ao Freddy...

Confessado por Mulherde30, em 12.04.09

freddy mercury.JPG
Fotografia: Raquel

publicado às 16:35

Raios de sol...

Confessado por Mulherde30, em 12.04.09

raios de sol.JPG
Fotografia: adivinha?

publicado às 16:24

Chateau de Chillon...

Confessado por Mulherde30, em 12.04.09

chateau de Chillon.JPG
Fotografia: eu mesma

publicado às 16:23

A bandeira...

Confessado por Mulherde30, em 12.04.09

a bandeira.JPG
Fotografia: Euzinha

publicado às 16:21

Tenho horas...

Confessado por Mulherde30, em 06.04.09

Tenho horas assim.... em que me dá uma saudade de ti. Saudade de sermos nós, sabes?
De ver os dias repletos de horas que não chegam para tudo o que preciso fazer e os outros, de horas vagas e que tu não estás.

Uma saudade a moer-me por dentro, baixinho. A murmurar o teu nome como as ondas espumosas na praia que nos banham os pés, pela manhã.
E se te disser que é por amor, não minto. E se nessa saudade as lágrimas a quererem-me rebentar os muros do peito, não escondo, tambem é verdade. Mas tambem é verdade que se pode chorar só porque nos sentimos felizes.

O desejo de querer-te perto. Assim. Sem mais nada. Saber apenas que estás. E basta-me. Porque é assim, nessas horas que o mundo é todo meu.
E os sofrimentos desaparecem.
Os teus... que sofres por não conseguires parar o tempo.
E os meus... que sofro porque não sei de que cor é o vento.
Os teus... que guardas o que sentes aí por dentro de ti.
E os meus... que preciso das palavras que me mordem como dentes para libertar (ainda e sempre) os fantasmas.

Hoje, nesta hora, sem saber bem porquê, sinto saudades tuas. Muitas.
Mas creio que é por amor...

publicado às 14:50

Pág. 2/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D