Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estoy embarazada...

Confessado por Mulherde30, em 18.01.11

gravida-e-gravida1.jpg


- Olha que sim...
Dizia-me ele enquanto me via no banho.
- Claro que não.
- Eu acho que sim.
- Deixa-te disso.


(Será!? Não, não pode ser)


E vamos depois, mais tarde de malas aviadas para Madrid, comemorar o fim de mais um ano. Ou a chegada de um novo. Ou as duas coisas.
A desejar, cá no fundo onde faz eco, que a ser, seja perfeito.
Quando desejamos, os desejos vêm sempre atribuidos com perfeição, não concordas?


Ele, com certezas maiores que as minhas, compra um teste.
Falhou-me a coragem. Que um objecto estranho e comprado me dissesse que sim, sem sequer dizer uma palavra. Ou dissesse que não e me fizesse sentir uma tristeza estranha.

Dia 2.
Sou gaja. Desde quando me falta a coragem para o que quer que seja?
E a ler um espanhol que pouco percebo, lá sigo os passos.
Duas linhas, dizia.
Duas linhas, era o que eu via.
Esperar cinco minutos.
Quando olhei no segundo seguinte já lá estavam.
(Ok. Vou tomar banho e depois, que já passaram esses cinco minutos, logo vejo)

Rio sozinha, de soslaio, como se Deus me visse. Sinto-me nervosa e penso que depois do banho, já não vão estar lá linhas nenhumas. Mas podem continuar lá, intactas.
Mas isto tambem falha, certo?

- Madrid me mata.
Ouço o boy a dizer no quarto, imitando-me.
As linhas continuam lá...
- Nem sabes o quanto!


E digo-lhe que vai ser pai. Que vou ser mãe. Digo em voz alta para ver se acredito. Mas não. Não acredito. Mas choro na mesma por uma coisa que me acontece e que eu não acredito. E porque choro?
Embarazada... pois.


Dias depois diz a médica que sim, quando eu ainda punha em causa aquilo que vi. Que se confirmava.
- Está a ver aqui?
(Não, não vejo nada)
- Onde?
- Aqui....
E aponta para um pontinho preto a mexer.
- É o coração.

(O meu coração. Tambem assim, pequenino. Apertado. Um nó a formar-se na garganta. As borboletas no estômago. As lágrimas a quererem saltar barreiras e chorar. Soluçar mesmo.
Que parvoice, Raquel! Vais agora chorar em frente a uma médica, só porque te diz que estás grávida? Sim, é o que quero. Ser gaja e alem disso, ficar parvinha.)


Cinco milímetros. Já sou tão gande!

E agora? Mãe? Nem vou perguntar como, porque sei exactamente como aconteceu. É estranho. Deve ser a maior aventura de todas.
Surgem assim tantas duvidas. Uma mistura de alegria e medo.
E a ver-me igual a todas. Alem de fraldas e noites mal dormidas e feitos notáveis, não saberei conversar sobre mais nada?

Socorrooooooooooooooooooooo


Tenho a certeza que vai correr bem. Dizem-me que tal, gravidez não é doença. Mas a verdade verdadeira é que me fazem sentir como doente.
E que tal, não podes comer marisco.
- Hã????
Ah e que tal nada de esforços
- Sabem onde trabalho?
E não podes tomar café e nem podes fazer isto e aquilo e etc....

Ya. Gravidez se não fosse doença, não nos diziam uma lista infindável de coisas que não podemos fazer.


Mas pronto. Tirando a roupa que já custa a apertar, o sono em que me deixo dormir seja onde for sozinha ou acompanhada, as dores nas mamas, as idas constantes à casa de banho.... tudo alegrias da maternidade. Dizem...

Eu cá, digo que estou feliz. Que Deus sabe bem aquilo que faz. Que me apetece dizer alto e bom som que tenho aqui dentro de mim uma vida. Feita por um amor, com amor.
Desejada. E ter acontecido assim, sem planos, torna tudo muito mais saboroso.
Digo eu que nada sei...

publicado às 16:58

Ai o Pai Natal...

Confessado por Mulherde30, em 05.01.11

geddes-anne-hanging-around-6600022.jpg


... O Pai Natal é maroto. Levou-me para Madrid...
Madrid me mata.

Ai o Pai Natal que me deixou no sapatinho o menino Jesus...

Um ano cheio de coisas boas para todos

publicado às 18:36


O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D