Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A maior mágoa...

Confessado por Mulherde30, em 12.10.05

CADFAX2S.jpg
Fotografia: ?


Eles dizem para eu esquecer o passado. E eu lembro de ti. Como é possivel esquecer-se o que fez parte da nossa vida? Será que quem mo diz consegue simplesmente eliminar um tempo vivido da memória? Eu não consigo...
O mais que posso fazer é habituar-me para poder seguir em frente da melhor maneira que conseguir. É saber que tenho que aprender a viver com o passado para tornar o fardo mais leve.

E deixo o pensamento ir lá atrás e revivo tudo outra vez. É tudo o que me resta.

Eles dizem para não chorar. Talvez não saibam que há horas em que as lágrimas são o unico alivio que temos para a alma. Que no silêncio e no escuro do quarto o coração precisa de um espaço muito maior que o que temos. Porque somos apertados com a dor ...e até a dor precisa de espaço.


Eles dizem para falar de ti. Mas não sabem que dizer o teu nome dói. Eles não sabem que as palavras se enrolam, que todas são tão pequeninas para falar de alguem tão grande! E que se falar, preciso amarrar algures a vontade de chorar.

Um ano mais, hoje... E ainda não há um dia sequer que viva e não te lembre. Um dia sequer...
É a mágoa por não estares presente em todos os momentos importantes... nos bons e nos outros. E inevitavelmente sempre vem aquele nó na garganta, de mansinho, aquela vontade de te ter aqui perto, ter o teu riso, as tuas palavras sábias. Ter-te. Simplesmente.


Eles dizem que a vida são dois dias. E o que eu sei é que o tempo não volta atrás. Não posso voltar no tempo para que te tivesse abraçado mais vezes, beijado mais vezes, dizer-te que te amo mais vezes. E que te digo isto tantas vezes quando nos encontramos nos sonhos!

Eles dizem que tu continuas aqui. E eu que só queria ver-te... queria que não fosses apenas presença, entendes? Porque tu estavas sempre e depois nunca mais.
Que sinto até a falta das repreensões enroladas em algodão doce... sinto falta de tudo.
De ti.


Eles dizem-me tantas coisas porque não sabem. Os outros, os que sabem, não dizem.

Eles não sabem que há saudades que não nos cabem inteirinhas no peito.
Eles não sabem que os dias passam e mesmo que a raiva esmoreça, a saudade vai aumentando sempre mais porque vamos tendo a certeza que é uma saudade que não se pode matar, que vive cá dentro, que nos dói devagarinho.
Eles não sabem que há ausências às quais não nos habituamos porque são imensas...grandes demais.
Eles não sabem que a tua presença era a outra metade da minha vida, a que me faz falta.
Eles não sabem que te vejo ainda a dizeres-me a ultima coisa que me disseste, quando eu ainda não sabia que era a ultima.
Eles não sabem que é de alguem como tu que eu continuo à procura.
Eles não sabem que pensei que me fosses custando menos mas que afinal a cada dia a tua falta se torna maior.
Eles não sabem que tudo ficou muito mais cruel sem ti.
Eles não sabem que és a mágoa mais dorida, mais impotente, mais eterna.
Eles não sabem que ficou tanto por viver!
Eles não sabem que há sentimentos que vivem dentro de nós, sem descanso, que não nos deixam repousar.
Eles dizem porque não sabem...
Eles não sabem...


Eles dizem que o tempo cura tudo.
Mas sabes pai? Eles mentem...

publicado às 23:11


Confessionário

De Joao a 12.10.2005 às 23:47

:'( .... eu sei

De Poeta_ a 13.10.2005 às 01:14

Lindo, lindo este teu texto! Puseste-me eriçado! Beijinho

De bcool a 13.10.2005 às 01:16

fiquei muito triste ao ler este post ...porque sei ... e porque me fizeste humedecer o rosto ... beijinhos ...

De Bruno a 13.10.2005 às 09:00

Olá Raquel!!!
Conseguis-te por-me Pensativo, Distante.
Pensei que todas as Palavras duras que o meu pai me disse foram para meu bem, pensei que as zangas que eu tive com ele foram zangas que nunca deviamos ter tido.
Eu tenho consciencia que nunca fui, nem serei o filho perfeito, afinal qual é a estabilidade que eu dou? Nenhuma......mas concluo que ele sempre me defendeu, sempre me protegeu.....
Beijos

De KARINA OLIVEIRA a 13.10.2005 às 09:48

CONTINUO A DIZER, A SAUDADE ETERNA DE ALGUÉM Q AMAMOS MAIS Q TUDO, É DAS MAIORES DORES Q UM PEITO PODE TRANSPORTAR. É PENSAR Q NÃO VOLTAREMOS A ABRAÇAR AQUELA PESSOA, DIZER, NEM QUE SEJA APENAS, MAIS UMA VEZ O QTO A AMAMOS E QTO NOS FAZ FALTA. EU TB TENHO UMA PESSOA ASSIM NA MINHA VIDA (A MINHA AVÓ FOI À 2ANOS)E TODOS OS DIAS FALO COMO SE ELA ME OUVISSE, PEÇO AJUDA PORQ PRECISO DAQUELA MÃO ESTENDIDA COMO SMP TIVE DELA...ENFIM... É UMA VIDA FINGIDA DE COISAS Q NÃO VOLTAM...E CUSTAM O PESO DE UMA VIDA! UM GRANDE BEIJO NESTE DIA TRISTE.

De Paula a 13.10.2005 às 10:14

Nem sei o que comentar!... Mexeu comigo. Há mágoas que ninguém pode sentir ou saber... só nós mesmo! Um abraaaaaço

De Passo a 13.10.2005 às 11:13

eu so sei q nada sei . .aliás nem isso posso afirmar :( so posso dizer q senti a tua tristeza o teu desepero a tua saudade ... beijo doce

De Maria a 13.10.2005 às 11:42

O essencial é invisivel aos olhos e o tempo não muda isso, não... Eu também sei Rakel... assim como sei que O Sentimento está nas palavras que nos ajudam a aliviá-lo um bocadinho, mas o mais importante está nas palavras que ficam sempre por dizer...Um grande beijinho para ti*

De Zion a 13.10.2005 às 11:47

Doce Rakel, tens mesmo o dom de comover! O teu texto é lindíssimo. Espero q todos os dias sintas a sua presença ao teu lado e te recordes de todos os bons momentos. Bjs

De idedumyrox a 13.10.2005 às 12:24

O tempo arredonda as esquinas, mas nunca as leva

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D