Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Andanças...

Confessado por Mulherde30, em 05.08.06


Eu hoje estou que ninguém me pára. Parece que tenho o diabo no corpo. Estou possuida e ainda nem anoiteceu.
Deve ter sido por quase nem ter dormido, ou melhor dizendo, ter dormido pouco.
É que depois da festa fica-se ainda com aquele bichinho, aquela agitação.

Se bem que a companhia da festa foi um tanto ou quanto trenga. Éramos 5. Dois casais e a outra (a outra sou eu). Um dos casais não falou por ter a boca ocupada (linguados e coisas do género) e o outro não falou porque estavam de trombas um com o outro. Já que estava no Andanças, fui andando e não lhes liguei pêva que já não tenho paciência para essas merdas.

A parte boa é que cheguei a casa, já sinto o cheirinho da minha terra, que o mecânico me disse que afinal não é preciso mudar os rolamentos (isto depois de ter dado 300 voltas à rotunda com os meus pneuzinhos (meus não, do carro que gaja que é gaja não tem disso) a chiarem (e eu a chiar tambem -só que eu ando a precisar mudar o óleo) e a deitarem fumo por todo o lado (claro, não é ele que paga outros)).


Mas o que quero falar é sobre o Andanças. S. Pedro do Sul. Festival internacional de danças populares.
Para todas as idades, para todos os gostos e feitios. Já se sabe que é preciso pedal para andar de tenda em tenda a dançar e a pular ritmos todos diferentes. Para quem não se aguenta há os bares... e depois o pessoal a tentar sair de lá completamente trôpego (eles ainda acham que a cerveja mata a sede...)

Nunca vi tantas rastas juntas... ao pessoal que por lá pernoita, já que é tudo non stop, aos que acampam a semana inteira a fingirem que são hippies e os outros que o são mesmo, parece-me que tudo se torna numa competição para ver quem fica mais sujo ao fim dos 6 dias de loucura total.
Adoro estes ambientes, mesmo não sendo um estilo de vida nada parecido com o meu (que aqui a gaja gosta do cabelo esticado e usa salto agulha quando lhe apetece, nada de piercings nem tatuagens nem trapos no cabelo). Mas é bestial ver este meio. Descontraídos, ...( ah, vão atacar Portugal com uma bomba atómica? que engraçado... e será que podemos acampar para ver o espectáculo?) com ar de quem não quer saber de nada, e indirectamente lá nos mandam à merdinha, a nós, os preocupados com as coisas que não têm que ver com a natureza já que é a natureza que lhes "oferece" as ditas plantinhas milagrosas.


(eu sei....às vezes exagero, mas acho piada, não se ofendam e por favor não me levantem um processo que nas duas ultimas semanas paguei duas multas (velocidade e estacionamento) é que não sou rica para pagar a um advogado e não o posso fazer com o corpo porque este corpinho aqui é sagrado).


São as idades diferentes, as linguas diferentes (que não os impedem de a espetar na boca de outro de lingua diferente) e é vê-los estendidos pelo chão a rirem-se para mim com um ar alucinado (talvez eu tenha cara de charro)... mas pelo menos alguem me escancara um sorriso, não é como esses meninos da cidade que vestem fato Armani e óculos Gucci, que pensam que se partem se disserem olá, que parecem daqueles asiáticos sempre com cara de enjoados, que não fo*** nem saem de cima, tipo couvinhas sem soda.
Eles até podem cuspir para o chão, vomitar, coçar os tomates, arrotar (só não ouvi nenhum a peidar-se, se bem que de vez em quando notava uns cheiros estranhos), mas sorriem e dizem olá e boa noite.
Mais que isso: são gentis para não me deixarem escorregar pela ladeira de terra batida e evitarem que me estatele no chão, suja e ensanguentada, dando-me a mão para me apoiar. Ah pois é....

O que é certo é que até chega a dar vontade de mandar tudo à merda e juntar-me a esta comunidade. Deixar de me importar com horas para tudo (para dormir, levantar, trabalhar, comer), cavar um quintalinho com batatas e criar galinhas, mandar à fava o banco a quem todos os meses lhe pago o carro que conduzo e trocá-lo por um burro ou por um cavalo(que aposto que o que pago de seguro o alimentava com palha o ano inteiro e esticando ainda lhe pagava as vacinas no veterinário.)
Só não me peçam para não conseguir remexer no meu cabelo enrolado a parecer minhocas, cravar os dedos e massajar-me o couro...é que acho um piadão às rastas, mas usá-las? Nã...rástaparta! hehehehehhe... nem colocar brincos nem piercings pelo corpo ou tatuagens, digamos que eu seria um estilo hippie-zen


E no próximo ano, Andanças, contem comigo. E prometo dedicar-me para ver se nas danças não ando sempre no sentido contrário de todos os outros.

Até lá, paz (na nádega esquerda mas devagar para não ficar com marcas) e muito amor....
yô....

publicado às 20:48


Confessionário

De imar a 05.08.2006 às 23:44

nunca tinha ouvido falar nas Andanças. Em S. Pedto do Sul? ou entendi mal?
mas ainda bem que te divertiste, ou como dizem as gentes do Distrito de Viseu, "inda bem que te adibertiste".

De mulherde30 a 07.08.2006 às 01:01

P/ IMAR: entendeste muito bem...S.PEDRO DO SUL. Não no centro mas num local ali a pouquissimos km, Carvalhais. E nunca ouviste falar? Olha que foi o 10º ano de Andanças!...vê lá se no próximo compareces para a turma ficar mais lixada (cá para mim eles nem divulgam muito com a intenção de gente como eu nem ir para lá chatear! paz e amor, sabes como é...heeheheh)...b'jinhos

De lua a 07.08.2006 às 10:29

oi Raquel. este ano estive para ir ao andanças, mas por falta de oportunidade não deu... se fosse também iria num contexto impar de pessoas... isto de andar sempre a dar o toque de impar está a mexer comigo....

De mulherde30 a 17.08.2006 às 10:03

P/ LUA: pena que não foste...e isso de sermos impares, deixa lá...há tantos pares que davam o cu e cinco tostões para serem livres como nós....b'jinhos

De joao a 18.08.2006 às 16:50

só para dizer algo simples: divinal. Acho que o teu blog inteiro, a tua maneira de escrever tudo, é simplesmente divinal. À muito tempo que não me ria tanto, e tão depressa passava à nostalgia. Eu estive lá... mas não te vi. E sim o Andanças é um sonho, uma volta a um tempo onde não existe preocupações, onde no futuro tudo vai correr bem, e todas as pessoas são boas. É simplesmente um sonho.
Para alem deste artigo adorei todos os outros.
Vemos-nos por ai
beijos

De Lammazze a 18.08.2006 às 22:07

Rastaparta !! lololol
ri um bocado com o teu texto !
Bom fim de semana !
Lammazze

De mulherde30 a 19.08.2006 às 21:13

P/ JOAO: combinado, vimo-nos por aí! eheheheh...b'jinho

De mulherde30 a 19.08.2006 às 21:14

P/ LAMMZZE: ainda bem...rir faz rugas mas deixa-nos com a alma muito mais leve...b'jinhos

Diz lá



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D