Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ASSEDIO no feminino

Confessado por Mulherde30, em 20.01.05

mulheres.gif


Toquem os sinos a rebate...
Façam a festa, lancem os foguetes e apanhem as canas.
No céu, anjos, arcanjos e serafins estão em reunião... por mim!

Shlap, shlap, shlap...(isto seu eu a chapinhar)
Finalmente fui à piscina!
Desde o verão que quase todos os dias digo que vou, que vou... e nada... mas ontem, nem que chovessem agulhas teria deixado de ir (tambem não preciso exagerar).

A verdade é que não tenho muito boas recordações desta piscina... há anos atrás roubaram-me a roupa e tive que passar toda a cidade de toalha enrolada... numa outra situação, uma amiga daquelas chatas, chatas, queria porque queria que fosse com ela. O período estava a chegar e não tinha tampões em casa mas como já nem a podia ouvir, dei-me por vencida e lá fui. Estava lá encostada porque o fôlego nem sempre é muito e veio um colega ter comigo e disse-me:
- Então Raquel, vens para aqui sujar a água?
Bem, naquele instante quase morri de vergonha e lá olhei disfarçadamente e percebi que tinha sido apenas uma brincadeira, de muito mau gosto por sinal...

Portanto, estas recordações aliadas ao frio e ao preço do bilhete fez com que só agora a coragem falasse alto suficiente.

Nadei, nadei, nadei... para lá e para cá, para lá e para cá... para cansar o corpo e dar descanso à alma, como alguem me diz...

Até aqui tudo muito bem...
Nos balneareos é sempre o mesmo.... enquanto tomo banho tenho sempre olhares cravejados em mim... e garanto que entro nos balneareos femininos... e isso incomoda-me, claro que incomoda, e muito!
Estou eu debaixo do chuveiro, com água tão quentinha que nem apetece sair de lá e aos poucos a mulherada vai saindo para os vestiários, excepto uma. Que não conheço e ainda bem.

Estou ali eu a passar a água pelo corpo e ela, de mansinho, vai passando de chuveiro para chuveiro até ficar ao meu lado.
Lança-me uns olhos estranhos, que parecem percorrer cada milimetro de mim.
De repente, do nada diz-me:
- a tua rata é gira, mesmo gira.
Assim, literalmente...

Olha que é preciso ter lata, ter cara de pau... pu** que a pariu! Se me diz mais alguma coisa fo**-lhe os cornos à porrada...
e deve pensar que disse a coisa mais natural do mundo porque continua com aqueles olhares lânguidos e insaciáveis e de sorriso nos lábios.
Que muitas que nem conheço se cheguem a mim e digam que sou bonita, ainda vá que não vá, mas falarem da minha nêspera, ai isso é que não! Deve ser do novo penteado... (isto sou eu a pensar)
Fiquei com os olhos tão arregalados, rugas na testa, tão embasbacada, que só consegui pronunciar um som:
-hã?
E ela lá a passar as mãos pelo corpo tão nu quanto o meu como se estivesse a provocar, (e estava) de boca entreaberta... eu nem posso acreditar! Fo**-se... mas quem matei para levar com isto?
Terei uma seta a néon virada a mim a dizer: "esta, no atraso em que está já papa qualquer coisa"?

Tirar o shampô do cabelo... nem passo o gel pelo corpo para ela nem pensar que lhe estou a retribuir sei lá eu o quê...
Uma gaja já nem se pode lavar, xiça.

Andere, andere... dali para fora.
Vestiários.
Ufa, salva, pensei eu.
Lá vem ela, toalha no cabelo, corpo despido com gotas de água e outra vez aquele olhar...

Não percebo, estas já estão a sair... como é possivel? Não vão, não vão! Não me deixem aqui sozinha com uma louca! Eu ainda nem seca estou e estas já estão prontas.
Vá Raquel, speddy gonzalez...

Vem para perto de mim... ai.
Bum bum, bum bum, bum bum....isto é o meu coração. Ainda tenho aqui um ataque. Calma, vá...respira. Expira, inspira.
Tenho o corpo a bater record de rotação, o sangue que circula a uma velocidade que me tonteia... e eu que faço?
Grito? fujo? corro? Posso sair com as outras assim de toalha, mas a vergonha... c'um carago!

Tenho que me secar. Se passo a toalha no corpo ela pensa que estou a seduzi-la. Mas tenho que me limpar.
Como vou calçar as meias? Tenho que me sentar, nem me atrevo a fazer isso em pé...
Eu que pensava que era preparada... sou a merda! Que faço eu? Pensei que pela minha reacção ela tivesse percebido, pelo menos tinha esperança, mas não.

Ali de sorriso nos lábios, passa um creme pelo corpo com uma sensualidade que me arrepia. Olha-me e cerra os lábios... como quem não quer nada, pelos vistos querendo tudo.
Eu vou topando pelo canto do olho...
Visto as cuecas.
- Hummm, uma mulher como tu com umas cuequinhas dessas é como fósforo no fogo, combustão na certa!

Eu nem posso acreditar no que estou a ouvir, continuo calada... pudera, nem sei o que dizer... que merda, não podia eu vestir cuecas de gola alta e manga comprida? Podia! Mas não! Mania dos fio dental e depois dá nisto! Ainda por cima pretinhas! Ai que morro aqui... socorro.

A imaginação rodopeia... bem, no máximo aparecia aqui alguem e passavamos a noite na pildra... ou podia gostar e amanhã à mesma hora... ela podia até ajudar-me nessa fantasia que tenho e que não tenho coragem...

Ó Raquel, mas tu tás parva??? Endoidaste??? Tu põe-te a andar daqui para fora! JÁ!!!!!

Estou quase pronta... mas nem quero saber de escovar o cabelo. Antes que isto piore, pego nas minhas coisas para sair, tipo velocidade da luz.
Mas nesse instante em que se fosse preciso já podia correr, viro-me para ela, de olhar intenso e sorriso maroto e digo-lhe:
- tens um jeito muito... interessante. Ah, e obrigada pelos elogios...
Pisquei-lhe o olho, rodei nos calcanhares e saí.

Chego finalmente à cama, de corpo e alma cansados e não durmo. Penso nela e em mim... nas situações que a vida nos coloca...

Bem que podia ter-lhe pedido o numero de telefone... é que nunca se sabe!

publicado às 10:27


Confessionário

De AZULINHO a 20.01.2005 às 10:36

HUMMMMMMMM... Bem, Raquel acho te todos somos assim pensamos que estamo preparados para tudo e depois.. tungas. Olha, podes me dizer por favor onde fica essa piscina??? E assim quem sabe tambem concretizava uma fantasia minha :-)))) ok??? Entao amanha a mesma hora???

De XUPA NU PIPI a 20.01.2005 às 10:58

Mulher prevenida vale por dois, eheheeh Fizeste mal, pedias o telefone, nunca se sabe mesmo ! Xupa-lhe :-)

De Ana a 20.01.2005 às 11:37

Pessoalmente, não gostaria dessa abordagem. Demasiado óbvia. Mas, Raquel, hás-de lá voltar. Quem sabe...? Beijo.

De mulherde30 a 20.01.2005 às 12:25

P/ AZULINHO: bem, j

De mulherde30 a 20.01.2005 às 12:26

P/ XUPA NU PIPI: n

De mulherde30 a 20.01.2005 às 12:27

P/ ANA: sim, quem sabe. E nem foi muito

De BorboletaAssanhada a 20.01.2005 às 12:40

Dona do teu nariz, mas atrevida q.b. como aparentas ser, Rakel, esperava outra reac

De MM a 20.01.2005 às 13:02

Certo dia, estava eu às compras no pingo doce, aparece-me pela frente um(a?) transexual brasileiro que com todo o descaradamento me tirou as medidas de alto a baixo, e como eu tenho 1,90m aquilo demorou o seu tempo e comecei-me a sentir bastante incomodado. Que uma mulher olhe para mim, revitaliza o meu ego de macho latino, agora um transexual... bbbbbeeeeuuuuu!!!
São experiencias marcantes porque inhabituais.
Confesso no entanto que, apesar do cliché, reunir 2 mulheres na minha cama... não andaria là de cabeça perdida, não... Confessa-la já te passou isto pela cabeça, não?

De marado a 20.01.2005 às 13:02

Olá. Se és mesmo assim, parabéns. Gosto do blog. Gosto da sinceridade. Estou a pensar criar um blog, só para contar algumas aventuras. Aconselho-te a ler o livro da Vallérie qualquer coisa, se quiseres depois dou o nome completo. É a espanhola que conta as suas aventuras sexuais.

De arqpatricio a 20.01.2005 às 13:56

hahahahaha...ela apanhou-te com a nespera desprevenida...acontece. e apesar do susto vejo que nao lhe deste uma nega...isto ainda vai dar uma salada de nesperas. ficamos à espera das proximas cenas...hehehehe

Diz lá


Pág. 1/7



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D