Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Catedral...

Confessado por Mulherde30, em 02.05.07

Picture 049.jpg
Fotografia: eu mesma


A caminho do Grand Canyon, veio-me a memoria, uma frase batida...
Atravessei um deserto a cantar para ouvir alguma coisa falada em Portugues, sentindo-me uma estranha numa terra estranha, onde ninguem me ve passar.
E senti as palavras que dizia, procurando ca por dentro de mim, essa Catedral, esse templo onde guardo um lugar que vai resistir a distancia e a saudade...

"O deserto que atravessei
Ninguém me viu passar
Estranha e só nem pude ver
Que o céu é maior

Tentei dizer mas vi você
Tão longe de chegar mas perto de algum lugar

É deserto
Onde eu te encontrei você me viu passar
Correndo só nem pude ver
Que o tempo é maior

Olhei pra mim
Me vi assim
Tão perto de chegar
Onde você não está

No silêncio uma catedral
Um templo em mim
Onde eu possa ser imortal
Mas vai existir
Eu sei
Vai ter que existir
Vai resistir nosso lugar

Solidão
Quem pode evitar
Te encontro enfim
Meu coração é secular
Sonha e desagua
Dentro de mim
Amanhã, devagar, me diz como voltar

Se eu disser
Que foi por amor
Não vou mentir pra mim
Se eu disser
Deixa pra depois
Não foi sempre assim
Tentei dizer... "


E sim, se eu disser que foi por amor, nao vou mentir...

publicado às 01:32


Confessionário

De F a 02.05.2007 às 02:12

Que surpresa!!! Não tenho vindo aqui porque estava a habituar-me a ver o site em cinzento vazio, não queria acreditar que fosse verdade... Hoje abro o teu blog e volto a ver os teus sinais. Já vi que estás aí longe e mesmo que, neste ecrân, estejas perto, sente-se a distância... Sabes, hoje ouvi uma frase bem verdadeira que dizia assim: a felicidade anda pelo escuro, mas quando a encontras faz-se luz... E encontra-la por Amor numa cruzada crua de imagens vivas, mas bela e intensa que te abraça. Tinha saudades tuas! Daqui de Portugal e de alguém que acredita em ti, vai o maior beijo que possas imaginar e que te encha de algo bom, pelo menos um bocadinho, o peito...

De pedro a 02.05.2007 às 03:20

olá rakel,em primeiro lugar gostei do poema,tá simplesmente mto lindo,em seg. espero k a viagem esteja a correr bem e k estejas a desfrutar dessa beleza k é a natureza!fico agradado por saber k tás bem e desejando uma rápida vinda.é k por mais k keiras fujir dos problemas a tua casa é aki em portugal.bjs fofos até já

De Bruno a 02.05.2007 às 03:50

Ao primeiro olhar,quando falas em "ouvi algo em português" ainda pensei que seria qualquer coisa do tipo," ela diz que me adora quando a noite vai a meio" mas ao passar de estrofe em estrofe dei conta que a canção só podia ser alguém que fala mesmo por Amor...Zelia Duncan! E, se responde a alguma pergunta tua, continuo a ouvi-la, dia após dia...até voltares...e sim chorei...como no dia em que te deixei...

De nene a 02.05.2007 às 13:30

Lindo poema BoaZona, por muito longe que estejamos há sempre um cordão que nos une a Portugal. Um grande abraço, um forte beijo, porta-te bem.

De Passo a 02.05.2007 às 13:54

olha voltou :) ... qd vi catedral pensei logo ... ai n me digam q a rakel vai falar do SLB :s hehehe mas p onde raio andas tu, p terras do tio sam??? se assim for a esta horas ja tas acordada penso em de k :P gostei de te "ver" digo, ler :) jokas docitas

De bcool a 02.05.2007 às 16:41

a vida é bem maior que a realidade que conhecemos e só partindo descobrimos verdadeiramente a nossa pequenez ...
aproveita ... bjos

De Mohammed a 02.05.2007 às 17:52

Descobri o teu blog por acaso, e desde esse momento, adorei, amei para ser aidamais explicito, a tua forma de escrita, melhor, a pessoa que és através da escrita, é sem duvida Spetacular...
Quando estarás de volta a portugal?

De tania a 02.05.2007 às 19:19

COMO ESTOU FELIZ COM NOTÍCIAS TUAS. Que alegria ver que estás bem.

De Rui Rocha a 02.05.2007 às 21:57

Ai como é bom ver-te de volta, mesmo que seja ao longe. É estranho as saudades que se podem ter de alguém que não conhecemos. Mas é muito bom saber que essa pessoa está, e que vai ficar melhor ainda. Quero que saibas que já sentia a tua falta, e a falta do teu bom gosto. Espero que regresses em breve, renovada e com a esperança multiplicada num novo futuro que será certamente muito brilhante, como o céu estrelado que tens visto. Como costumo dizer "as boas pessoas merecem coisas boas" Vais ter muitas coisas boas pela frente, vais ver. Esperamos-te cá em breve...

De Mafiosa_reles a 03.05.2007 às 11:52

Adorei encontrar-te por ca...ja tinha saudades da forma como escreves..tenho um blog novo pk tive problemas com o outro..espero k reconheças a foram como escrevo...sinto saudade de poder vir ca todos os dias ler um pouco da tua mente e dos teu sentimentos...espero k esteja a ser boa a viagem..muitos homens??? he he beijinho ***

Diz lá


Pág. 1/5



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D