Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Devagar...

Confessado por Mulherde30, em 20.03.06

deitada.jpg
Fotografia:?

Vieste tão de mansinho que nem te vi chegar.
Do nada, pegaste na minha mão, puxaste-me para dançar e eu a olhar-te. Surpresa.
Toda uma noite a cruzar-me contigo por todas as ruas da cidade. Naquelas horas em que o mundo grita baixinho, em que o sangue cria força e nos faz seguir por caminhos muitas vezes travessos aos que percorremos quando a luz chega e nos fere os olhos, nos carrega o corpo, nos entorpece os sentidos.

Foi assim que nos conhecemos...no meio de sentidos.

Roubaste-me um beijo. Do nada, enquanto estava distraida.
Sabes o que gosto em ti? Essa capacidade de me deixares em duvida...ou és muito mentiroso ou muito honesto. Tudo o que me dizes, mesmo aquelas coisas que os outros, os que antes de ti estiveram aí, nunca confessaram, fazem-me duvidar. Eu gosto de confissões. Mas nem sempre sei lidar com pessoas como tu. Há as horas em que me pareces tão sincero que arrepias. E quando me dizes que sou uma mulher de fibra, não sabes que por dentro, chego a ter medo de pisar corações.
As amigas dizem-me que não há a mais pequena hipótese de não estares apaixonado por mim. Os teus amigos, já brincam connosco por tudo: ou porque fumamos a mesma marca de cigarros, ou porque respondemos ao mesmo tempo e brincam a dizer que o amor é lindo. Mas eles não sabem que este campo minado é perigoso de caminhar.


Não estou habituada a que me tratem tão bem, numa meiguice, num toque de mão, num sorriso, num beijo repenicado. Aquelas mais pequenas coisas, sabes?
Gosto-te porque me fazes rir...gosto-te porque não és atrevido.
Gosto-te porque és simples, falas com uma timidez na voz e mesmo assim não guardas as palavras.
Gosto-te porque me dizes que pensas em mim...
Gosto de saber-te perto, gosto da tua companhia. E por vezes, confesso: sinto-te a falta.

E gosto-te ainda mais porque não te sinto a fazer um jogo de sedução. Daqueles jogos que sabemos como terminam. Nada disso...sinto-te a fazer um jogo de conquista. E já nem me lembrava como pode ser tudo tão mais sentido.
E eu sei que por vezes, temos que aprender a gostar.

Não tenhas pressa. Deixa-me gostar de ti assim....devagar.

publicado às 13:58


Confessionário

De karina oliveira a 20.03.2006 às 15:04

Devagar se vai ao longe e eu sei que vais lá chegar...
Um enorme beijo.

P.S.Em breve penso que tens de migrar o teu blog. mas não sei como isso poderá acontecer. Tenta ver junto de alguém que perceba o mínimo.

De Vlad a 20.03.2006 às 15:49

Um texto belíssimo... Sedução ou conquista... de facto podem ser o mesmo processo para fins diferentes. O primeiro para o imediatismo de um desejo o segundo para a durabilidade do amor de uma vida... mas o processo em si é uma fase mágica. Chegar a alguém seguindo o seu perfume, chamar alguém olhando no seu olhar ;)

De susana a 20.03.2006 às 16:25

deixate de caganeiras raquelinha ! Tu nunca foste de perder tempo com essas mariquices ! é mais uma pastilha que mastigas e deitas no ecoponto mais proximo ! mais keka menos keka ehhhhhhhh mas o relatorio esta fixi !

De Luis a 20.03.2006 às 16:27

Por vezes a espera é recompensada!!! Força Raquel!
Bjinho.

De XUPANUPIPI a 20.03.2006 às 17:03

:-) :-)

De teixeira a 20.03.2006 às 17:25

ai que sabor tão bom, embalado, dormente, lento, languido, como se dizia "deixa-me ser teu amigo"...
felicidades (thumbs UP)

De Joq a 21.03.2006 às 07:57

Parabéns, por estares nesse estado maravilhoso.
Espero que dure muito tempo e nos vás mantendo informados.
Por falar em informação, como decorre a recuperação da tua sobrinha?
Está tudo bem, não deixou mazelas?
Em relação ao teu post de hoje, espero que utilizes as proteções normais, para o caso.
Um Beijinho.

De esplanando a 21.03.2006 às 10:32

Força menina! Não tenhas medo! :-)

De ANA PASSOS a 21.03.2006 às 11:18

Passei aqui so para deixar beijinhos, nao comnto este texto pk sou suspeita....o homem que me tratou bem com carinho,amor, etc, neste momemto é o meu marido e temos uma filha linda, nao me arrependo, mas como disse sou suspeita....beijocas.

De amigolosum a 21.03.2006 às 17:53

Estava deduzindo que o teu silêncio era motivado pela vivência de um estado de encanto(sabes,o espírito com o decorrer dos anos fica com uma enorme bagagem...não é?)e o teu post confirma-o e ainda bem.Esse teu espírito continua em luta acesa.Pareces uma gazela ferida(sugestão da foto)que se esconde umas vezes e outras salta na savana contornando obstáculos e fugindo dos predadores.Quer no amor quer na paixão,a necessidade de preencher algo que faz parte do nosso património(termo pertença de um amigo e que eu acho muito expressivo) é muito forte e fundamental para realização de cada um.A partilha mútua desse recôndito lugar é que é obra gigantesca mas passo para a felicidade.Disseste na 1ªvez que podia passar quando quisesse agora sofre...brinco.Tudo de bom para ti.

Diz lá


Pág. 1/6



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D