Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



FANTASIAS E TRAIÇÕES

Confessado por Mulherde30, em 31.10.04

Quando nascemos a primeira coisa é fazerem-nos chorar, ( isso significa que a vida não vai ser fácil, senão faziam-nos rir...)
Quando morremos ninguem mais nos põe a vista em cima, isso quer dizer alguma coisa. Nascemos e morremos todos de igual modo e por isso não podemos ser assim tão diferentes.

Fantasias quem não as tem? Traição, bem ... depende.
vou começar pelas fantasias.
Houve uma altura na minha vida que resolvi pôr em prática alguns desejos, ou fantasias, conforme lhe queiram chamar. Na idade das inconsciências... e houve algumas que ainda hoje não consigo pensar nelas sem rir...pelas piores razões.

Um dia, resolvi fazer um broche ao namorado da altura em plena auto estrada, ele até gostou da ideia e no fim diz-me que eu, atenção: EU sujei o carrinho novo.Devia era ter mordido e com bastante força para ele não ser idiota.
Numa outra situação, pelo seu aniversário, resolvo fazer uma surpresa. levo-o para um motel de olhos vendados. Com direito a tudo, lingerie comprada a pensar na ocasião ( fio dental, meias de ligas e tudo a que tinha direito), banheira de hidromassagem, cama redonda, espelhos pelo quarto todo, espumante e até um canal daqueles em que só passam mulheres a dizer ai....ai.... e homens que põem a mão na cintura enquanto as penetram e vão olhando para a parede. ( que de vez em quando, muito muito de vez em quando até gosto de ver. dependendo da companhia.)
Até aqui tudo bem, depois diz-me o marmanjo:
- vamo-nos despachar que tenho que ir jantar a casa
Romântico, não?
- Se tens pressa vamos já.- digo eu capaz de o degolar ali mesmo, mas na entrada foi o meu nome que ficou e iriam depressa descobrir que era eu a assassina. Além disso a minha mãe tinha um desgosto se soubesse que a filha dela andava por estes sitios.
Veio depois com aquela ladainha mas não me convenceu. Fomos embora e até hoje penso que deve ter sido do dinheiro mais mal empregue.
Numa noite resolvo ir até à praia com o dito cujo. E sem pudor passo para o banco de trás onde vou tirando a roupa. Aquele marmanjo, em vez de ir por estradas secundárias vai pela principal, quando a policia manda parar comigo tal como vim ao mundo no banco de tras. Não, o policia não viu. como os vi ao longe vesti-me tão rápido que nem dei conta, bem, algumas peças ficaram por vestir. O policia é que não deve ter percebido muito bem. Mas a história não acaba aqui. Fomos até à praia como combinado e já depois de suarmos um pouco, tenho a certeza que aquele vulto que víamos ali perto de nós não era um caixote do lixo como ele dizia, era sim um casal, ela sentada por cima dele, tão quietos, tão calados desde que nos viram chegar que só esperavam que não os víssemos a fazerem o mesmo que nós. Que vergonha, ainda bem que era noite. mas eles viram-nos e ouviram-nos e isso foi terrivel.
Lembro-me de uma vez na piscina interior de um hotel. Porreiro, até ver depois na recepção uma câmara de vigilância da piscina. Nunca mais lá voltei.
Lembro-me do elevador, mas não se passou porque estava com medo. As outras foram tão dentro do normal que não importam muito...
Claro que a relação não correu bem, nem podia correr com um tanso romantico daqueles, mas deu para aprovitar e fazer uma loucura ou outra. E destas lembro-me, não por bom motivo, claro está.

As fantasias podem sempre tornar-se realidade, depende com quem a partilhamos e há uma que nunca digo porque quando o fiz, olharam para mim como se tivesse uma doença qualquer. Todos os homens a têm e ninguem acha estranho, eu disse que tinha e pasmaram ao ouvir-me. As mulheres que a têm não a dizem em publico. Merda, de certeza que não sou aúnica!
Queria uma relação a três. Mas sei que nunca a realizarei porque não tenho coragem, mas isso não me faz deixar de a ter. Não sei se com dois homens ou duas mulheres, nunca pensei nisso a sério. è como digo, não tenho coragem, mas gostava de ter.

Traição pode ser tanta coisa...cada um tem a sua ideia de traição. Muitas vezes a traição pode estar apenas o pensamento.
Pecadora me confesso. Já traí. Pronto, não foi assim traição, traição. Mas a verdade é que traí. Uns beijos, apenas...há muito tempo. O namorado nunca o soube, tambem porque nunca perguntou. Se perguntasse, talvez não dissesse. Não sei. Mas uma alegria, mesmo pequenina paga-se sempre com uma grande dor. E os dias seguintes foram terriveis para mim. Tinha medo de o olhar nos olhos como que se eles me denunciassem ou se tivesse algo escrito na testa e ele visse... e a verdade é que não o queria magoar por algo tão insignificante e passageiro.
Também já ajudei a trair e de uma forma ou outra é traição. Talvez mais leve, mas traição.
O que será afinal uma traição? Um beijo? uma noite de sexo? Ou um sentimento escondido no peito que não se destina a nós?
Talvez a pior traição seja trairmo-nos a nós próprios. Não sermos felizes e dizermos que sim. Fazermos acreditar que alguem é tudo para nós quando afinal é nada. Não sei. Há tantas formas de ver o mesmo...

Muitas vezes as fantasias estão tão ligadas à traição...
Quantos de nós já não pensaram em alguem para a cama enquanto se tem um companheiro?
E porque fechamos os olhos quando beijamos?
pensamos em alguem ou simplesmente não queremos ficar com os olhos trocados?

O que acho é que sou tão pecadora como quase todos os mortais. Quem me condenará antes de caminhar primeiro 3 luas com os meus mocassins?
Quantos pecados escondemos em nós? Será que sou só eu?

Hoje é dia das bruxas e eu vou sair, aproveitar e rezar que não me apareça nenhum peito de galo para estragar a noite. Se vier que seja para me fazer perder os sentidos... lá estou eu a ladrar outra vez...

publicado às 20:14


Confessionário

De EspalhaBrasas a 07.06.2005 às 13:44

Foda-se...(com licença da expressão claro)
Para ser o 1º, tive de vir comentar um artigo de Outubro de 2004....
Mas olha...ainda bem pq este foi sem duvida aquele que mais gostei de lêr...(Além de ter sido o 1º a comentar)
Mas olha lá....essa merda de traír em pensamento tem muito que se diga ou não????
Eu uma vez tb fui para a praia, estava a bombar em cima dela (juro que não pus as mãos na cintura) e sabes quem apareceu???Hã???Sabes???Uma matilha de cães..a cheirarem-me o cu...Juro!!!
Apanhei um susto que me ía cagando todo....
Mas podia ter sido pior...eu de cu pra cima...e eles com o cio....
(achas que esta merda de querer ser sempre o 1º....será algum trauma???)

De Diogo a 06.02.2006 às 03:54

Não tenho por habito ver blog’s de desconhecidos, nem muito menos comentar, por isso espero que valorizes o meu comentário, eheh..
Pareces ser muito boa pessoa, nem que não seja porque fizeste uma surpresa ao teu namorado espectacular, quem me dera a mim que a minha namorada me levasse a um motel! Acredita que não pensaria em jantar! Enfim, todos nós temos daquelas experiências sexuais más, e normalmente são essas que ficam marcadas, e foi essas que partilhaste aqui, tal como a do broche no carro, em que ele se preocupou porque o sujou! Vê-se que são as coisas que correram mal o que contas-te. Também tive algumas más experiências, mas não vou falar nisso, toda a gente as tem.
Gostei de ler sobre as tuas fantasias ainda não realizadas, sobre a relação a 3, e é sobre isso que queria falar mais aqui no meu comentário, não percebi a indecisão escrita: “Não sei se com dois homens ou duas mulheres” pelo que eu precebi, a tua indecisão era se gostavas mais: -tu, um homem e uma mulher, ou -tu e dois homens; também falas-te certamente em “relação” a três, e não em apenas como uma fantasia de cama para 1 noite só. O que quero dizer, é que relações a 3 é impossível, há sempre quem goste mais de um do que do outro, e isso gera ciúmes, e não resulta, acredita em mim. Eu já tive a experiência a 3, fiz 2 vezes, e foram as duas vezes bem diferentes, uma com um homem a mais, outra com uma mulher, adorei as experiências, mas nunca deu para as prolongar, não dá simplesmente. Espero ainda realizar muitas das minhas fantasias, e a lista é grande! Mas também ainda só tenho 25 anos, tenho uma vida pela frente para experimentar de tudo, tal como tu, também tens muito para viver, aproveita a vida ;) beijos

De Ana a 25.11.2006 às 21:34

Impressionante... Não fazes ideia do quanto encontrei de mim nas tuas palavras...
De algum modo proporcionou-me algum conforto.

De Maria a 10.08.2007 às 14:29

Parabéns ... no fundo os teus pensamentos são o da generalidade dos comuns mortais saudáveis!

De carpe vitam! a 30.09.2007 às 22:43

Ando há pouco na blogosesfera e tinha obrigatoriamente de passar por aqui... vou registar este espaço para ir lendo com calma.

De ac a 30.11.2009 às 16:40

....uhmmmmmm gostei....conheço-te, e conheço-te mesmo. Sabe bem desabafar ao público de uma forma anómima, não é?
Vou te seguir!

Diz lá



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D