Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Gestos simples...

Confessado por Mulherde30, em 07.08.07

cotton_ice_cream.jpg
Fotografia: ?


Parece que por vezes preciso parar e pensar nas coisas que, de tão simples, vão ficando esquecidas.
Foi o que fiz.

Cheguei cansada do trabalho. Tomei banho. Calcei as sandálias de saltos altos em tons dourados e fui contigo.
Comer um gelado na beira do rio. Ouvir o coachar das rãs.
Quase como namorados de dois dias.
Tão simples, não é?

O que talvez não saibas é que ao ouvir-te falar palavras meigas, ou as outras que apenas li no teu olhar, me fez acreditar que sim. Que pode durar por muito tempo este amor encantado.
O que talvez nem saibas é que estas coisas pequenas, e tão grandes, me fazem sentir que vale a pena.
O que talvez não saibas é que estar assim, sentada ao teu lado num banco de jardim numa noite amena, me faz dar valor a todas as horas em que preciso de simplicidade.

Eu sei... foi apenas um gelado partilhado. Mas é nestes gestos que busco o verdadeiro significado da vida.

Vês como me fazes feliz com pouco?

publicado às 20:52


Confessionário

De nene a 07.08.2007 às 21:40

O Amor não é quantificável, por vezes vasta um sorriso, uma carícia, ou um ombro que nos ampare uma lágrima para nos fazer a pessoa mais feliz. São com pequenos gestos que se consegue grandes cumplicidades no Amor e é uma pena quando não damos importância a esses pequenos momentos em troca dos nossos caprichos. Adoro gelados de limão, por entre um beijo salgado. BoaZona hoje fui o primeiro, Boas férias , algures a Norte de Africa. BSJ.

De nene a 07.08.2007 às 21:41

O Amor não é quantificável, por vezes vasta um sorriso, uma carícia, ou um ombro que nos ampare uma lágrima para nos fazer a pessoa mais feliz. São com pequenos gestos que se consegue grandes cumplicidades no Amor e é uma pena quando não damos importância a esses pequenos momentos em troca dos nossos caprichos. Adoro gelados de limão, por entre um beijo salgado. BoaZona hoje fui o primeiro, Boas férias , algures a Norte de Africa. BSJ.

De Lili a 07.08.2007 às 21:45

Sim é lá nas simples coisas, nos pequenos gestos que está toda a felicidade...
Bjocas e obrigada pela visita, estava com saudades de vc sumidinha

De euzinha a 07.08.2007 às 21:46

De just me a 07.08.2007 às 23:43

ola Raquel!!
Concordo contigo...um pequeno pormenor faz uma grande diferença!! Os pormenores é que dão qualidade a nossa existência.

bjs!!

De Lino a 08.08.2007 às 00:36

De sendyourlove a 08.08.2007 às 09:01

A esperança...
E assim se recomeça e se ultrapassam outras simplicidades que um dia existiram e se foram...

De Anita a 08.08.2007 às 09:34

Por vezes um pequeno nada é o suficiente para um realizar um tudo. E palavras são tão vãs, que um gesto é o suficiente. Pena que muita gente não entende isso e tende a complicar o que é simples. Com a descrição que deste, fizeste-me sentir falta das cumplicidades que já tive :( Jinhos a ti

De Carina Oliveira a 08.08.2007 às 11:29

Gostei do teu comentario na minha história!
E sabes que sou uma gaja de coragem. Se as coisas uma vez me correrem bem, serei capaz de deixar o Tejo pelo Douro. Sabes disso.
A felicidade existe em qualquer lugar, basta que tenhamos as pessoas certas ao nosso lado.
E ao ler estas tuas palavras, também tu aceitaste um ser que veio do Sul para se aninhar na tua aldeia, na tua casa, na tua cama.
Assim, de um modo tão simples. Tal e qual o amor é! E fico feliz por isso.

Quando menos esperamos bate-nos à porta e depois de tantos receios e negações, damos connosco a partilhar gelados na beira do rio. A ler palavras no silêncio dos olhares trocados.
E sabe tão bem. Sentir que o coração tem a capacidade de arrumar umas histórias e a coragem de se abrir a novas. E um dia, o final feliz para todos nós irá chegar.

Sabes que estou sempre aqui.

Um beijo e diz ao gajo que não se esqueça dos cadernos que lhe pedi!

De Rui a 09.08.2007 às 02:14

Numa só palavra...Lindo!
São estes pequenos nadas que nos ficam gravados na memória e no coração.

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D