Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Melancolia...

Confessado por Mulherde30, em 23.04.05

149667.jpg


Hoje não me apeteceu sair da cama.
Queria ficar ali a ouvir a rádio e a chuva que cai, miudinha, lá fora.
Queria ficar numa melancolia que não é tristeza...que é estado de alma, de ser.
Queria ficar perdida em lembranças que me pudessem fazer sorrir... mas um sorriso tem mais valor quando é partilhado...

Queria lembrar que gosto da chuva, afinal. Que tenho a saudade dos beijos de chuva... de lábios que se procuram e que entre um olhar e outro, se encontram e se misturam com gotas de água. Beijos partilhados...
Queria ficar enroscadinha em mim. Buscar as respostas certas para perguntas que ficaram por fazer. Descobrir verdades que não são minhas, quem sabe até libertar-me do peso dos segredos.


Queria ter conversas de travesseiro, fazer amor. Mas daquele amor que não é urgente...um amor, tambem ele, melancólico. Um amor que se faz quase em silencio...por amor. Quase um amor sofrido.
Ter um peito onde me encostar a sentir um coração que batesse compassado, melancólico.
Um deslizar de mão pelas costas, pelo rosto pelos cabelos. Mas esse corpo não existe, não estava lá. Ninguem dividiu comigo o som da chuva que batia na janela.

Não me abracei nem abracei ninguem... não há ninguem para a braçar numa cama que já nada tem para me dar... uma cama que de tão imensa fica vazia, com espaços, tantos, por preencher. Uma cama melancólica, como eu. Como me sinto hoje.

E por me saber melancólica, levanto-me. Obrigo o corpo ao que ele não quer.
Saio de casa, sorriso num rosto... rosto que olho ao espelho e que sei que um dia, conseguirei encontrar aqui dentro uma Raquel que eu possa amar. E que alguem possa amar, de verdade.


Quem sabe amanhã?...

publicado às 12:25


Confessionário

De karina oliveira a 23.04.2005 às 12:51

Eu tb n

De eu a 23.04.2005 às 14:19

Ola Raquel:
Não te conheço , caí "aqui de paraquedas" ,mas queria dizer que sou um fã incondicional daquilo que escreves. De certeza que um dia aquilo que sonhas se vai materializar em alguem que te mereça.
Não desistas
beijos

De OlhoVivo a 23.04.2005 às 15:18

Há um tempo certo para tudo. É preferível sofreres agora, para mais tarde seres imensamente feliz como mereces :) Beijos e força :)****************

De Latinnus a 23.04.2005 às 15:49

Rakel, vc não se abraçou, não abraçou ninguém é certo, mas a melancolia estava abraçada à vc e lhe ofereceu a oportunidade da divagação, do sonho, do estar vc com vc mesma. Este estado melancólico que não é tristeza, faz-nos uma espécie de poetas do nosso sentir e ser.Fica-se nestas horas tão à flor da pele que todo o nosso sentir aflora de maneira intensa e avassaladora que nos faz poetar nossas melancolias.Isso é bom...Precisamos acariciar nosso coração.E este é o momento mais propício. Estados melencólicos são uma espécie de terapia dos sentimentos, é quando sem planear,sem mesmo nos apercebermos colocamos em cheque razão versus emoção. O bom desse momento, é que somos tão nós e tão nus de nós mesmos, que nos vemos tal como somos lá no nosso âmago, vemos nossas neuras, nossos secretos desejos, nossas ânsias etc...e podemos nesse instante sonhar e viver tudo aquilo que nosso desejo quer. Saímos mais fortes e preparados para tomar decisões depois dos estados de melancolia. Amanhã quando passar a melancolia, vc terá já outra visão dos seus próprios anseios.Isto é crescimento, amadurecimento.Parabéns por vc ser assim, qestionadora de vc mesma.

De Morgana a 23.04.2005 às 16:37

Quando a solidão, o vazio e a melancolia nos vestem como uma segunda pele, fica muito difícil gostarmos de nós e conseguirmos que nosolhem com os olhos com que queremos ser vistas. Xô solidão, xô!! beijocas

De Bruno a 23.04.2005 às 19:43

Melancolia, nostalgia, ontem depois de ter enviado o post fiquei assim acabei por ir a um velho sitio ( Estação da Luz - Aveiro )acabei por encontrar algumas das ex-namoradas,velhos amigos, uma ex minha vira-se para mim " Então quando é que te casas" caiu-me tão mal essa frase, pareceu-me que queria dizer que ela tava bem, e eu mais uma vez era um Puto de 30 anos só sem namorada, que só pensa em noites copos e ...... acabei por sair de lá ja bem bebido e digo-vos senti-me só, senti que precisava de alguem a meu lado, pensei em ligar a minha ex-namorada, mas pensei que n era boa ideia afinal tinha-mos acabado a tão pouco tempo e isso era eu dar o braço a torcer, acabei por chegar a casa só!Deitei-me numa cama grande e cheguei a conclusão que Sinto falta de acordar com alguem enroscada em mim, sinto falta de umas beijokas de bom dia, enfim....... beijos Bruno

De mokomaori a 24.04.2005 às 00:08

sim, amanha...mas nao fa

De Dias a 24.04.2005 às 00:23

Ol

De Eduardo a 24.04.2005 às 00:28

Ol

De Fazer-te_Vir a 24.04.2005 às 18:32

HOJE APETECE-ME FODER-TE!

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D