Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Meto-me em cada uma!...

Confessado por Mulherde30, em 08.07.08

nelson.jpg
Fotografia: Nelson

O boy decidiu concretizar um sonho antigo. Comprar uma moto.
Euzinha, queria uma viagem a dois lá para os lados dos Estates (que experimentei e agora não quero outra coisa).
1-0
Ganhou o boy.
E eu vejo a minha viagem concentrada naqueles 200Kg que mais me parecem uma tonelada.
Ok, alguem tem que abdicar de alguma coisa.

Pensava eu que se comprava o raio da mota e a coisa ficava por aí. Não, engano meu.

Porque tinha que aprender a andar e tirar a carta. E eu a dizer-lhe que aquilo era um bisonte, que não podia com ela. Resolve-se o assunto e lá me monta numa mini mota do meu brother. Já pus a 1ª e a ª. Não deixei ir abaixo nem saquei cavalos. Gritei que nem desalmada e fiz uns 100m. Pronto, não me chateies mais.

Porque depois é o capacete. Eu, que sou resolvida, optei por um às flores e o caso encerrou. Ele, de tantos modelos que vê, ainda não decidiu. Tudo bem...

Mas depois é a reclamação da pendura (eu). Que tal não podes fazer força contrária à curva, que tal, senta-te bem, que tal isto que tal aquilo.
E eu a reclamar porque passo o tempo a dar com o capacete no capacete dele (se calhar é mesmo para isso que eles servem).

E tudo continua... a falar da mota. Que a mota assim, que a mota assado.
À noite, já me tinha habituado a sermos 3 na minha cama: eu, ele e o portátil (dele, claro que eu mal me deito, durmo).
Agora somos 4. Eu, ele, o pc, e a amante. Sim, ele monta-a muito mais que a mim. Não por falta de tentativa, mas já não me aguento à bomboca depois de tantas horas de trabalho. Já não tenho 20 anitos, nem 30. ehheheheeheh
Enfim... um dia, espero, será apenas a moto e pronto. Digo eu que nada sei.


Devia ter férias em Maio. Não tive. Daí sentir-me a dar o tilt e a não dizer coisa com coisa. Ou que a qualquer momento, me passa uma coisinha má pelo corpo, como se estivesse possuida e caio em desmaio profundo pelo menos 72 horas para poder descansar.
Outros dias tenho em que não digo nada, de zombie que ando. Para variar...

Mas o boy, que até é porreiro e parece que gosta de mim, lá me tentou e eu caí na tentação.
3 dias fora. Parece-me bem. É justo. Justissimo. Mereço. Tudo bem que não compensa a viagemaos Estados Unidos, mas o gajo até se esforça. Deve ser porque já não aguenta as tentativas falhadas por causa do meu cansaço fisico. É que eu tambem tenho um amante: o trabalho. E diga-se que me deixa bem fo**** ao final do dia. Ou da noite.

Norte... hum... gosto.

Tá tudo muito bem.
Só não gosto da parte de ir de mota.
Por várias razões:
- Ele fala e eu não ouço. Sim, eu sei, há intercomunicadores. Mas na lista, antes disso, já se pediu luvas, sapatos, casacos e afins. Despesas, portanto. E eu continuo a pensar que ficava muito mais barato a viagem.
- Eu falo e ele não ouve. Vai portanto nas suas sete quintas.
- Faço uma viagem estoirada, depois de um dia de trabalho. Nem sequer posso fazer uma sonequinha e se tentar, aposto que com a queda acordo num instante. Ou não...
- Não posso fumar...
- Vou ali sentada sem nada para fazer. Aborreço-me.
- Fico à rasca do cu.
- Não tenho um espelho só para mim.

Resultado: não me agrada esta parte, ir de mota. Até porque imagino que o rabo, no dia seguinte, nem me vai deixar fazer nadinha!
E pior que tudo... o gajo acha mesmo que eu, Raquel, posso ir 3 dias para fora e colocar tudo aquilo que preciso ou quero ou me apetece levar, numa top case de 36 Lt. É normal?
Não, não é... com certeza o meu boy deixou algures a nave.

Bom, tudo isto para dizer que vida de gaja, não é facil. E quem pensa o contrário, engana-se.
Seja como for, eu vou.
Depois?
Bom, depois logo se vê se venho ou não de comboio...

publicado às 12:51


Confessionário

De Anita a 08.07.2008 às 14:27

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
Ai meu deus! Que texto hilariante!!
Quase que me revejo, dado que o "meu" boy tb comprou mota, mas mantém a amante afastada (tal como a ele próprio), por isso ainda não tive o (des)prazer de dar cabo do cú!!!
AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Beijos!

De noelia a 08.07.2008 às 22:27

Olá,, comecei por ler os primeiros textos que escreveste e identifiquei-me com eles. Soube deste blog através de uma amiga que tb tem um. Eu adoro escrever mas não me dou muito bem com os computadores (mas tenho melhorado). Deste texto gostei, sobretudo, do final: muito inteligente, realista e prático, para além de divertido! Parabéns por este espaço, tb gosto da música que seleccionaste. Um abraço.

De z a 08.07.2008 às 22:33

fixe!!!de mota é melhor!!!fiz assim a minha lua de mel.Na altura era uma transição muito brusca passar da mamã pra uma chavala e não trazer a eterna namorada atrás,a mota!!!agora que o rabiosque vai doer, isso vai!!!até calejar. mas vo-te dizer uma coisa Raquel, se lhe tomas o gosto, se um dia percebes o cantar dum motor, então é que te passas de vez. É a loucura total, anima-te, finalmente benvinda aos trintas e tais....:)bj, zé

De euzinha a 08.07.2008 às 22:42

Bem, eu entendo o teu receio com a mota mas encara isso como um desafio. E gaja que é gaja não vira as costas a um bom desafio, além de que ainda te habituas à mota e depois não a largas...ainda vai ser uma aventura das grandes. fica bem e diverte-te. B'jokas

De NENE a 08.07.2008 às 23:14

BoaZona, depois de tanto blá,blá,...blá,blá, deixa lá isso, MARCA???, MODELO???, CC???, CV???, COR??? nada disto, que é mais importante que as dorzinas no cú foi falado. Então??... esta-mos a brincar ás gajas ou quê?. Beijos

De olga a 08.07.2008 às 23:21

Ola:-)Novas aventuras, hein?-vai correr bem e de certeza q vais amar o passeio nas 2s rodas, tornando tb +pratica nas viagens;-)bjufas, olga

De conde a 09.07.2008 às 10:45

Uma historia contada á moda da Raquel.Eu percebo tudo o que dizes...por que é que será!.Eu e a minha menina fomos com a outra menina dar uma volta sem destino á uns anos atrás,saimos de casa, parei a mota e perguntei:para onde vamos? em frente diz ela.E assim sem passar por nenhuma auto estrada atravessámos Portugal,Espanha,sul de frança,Andorra,Espanha,Gibraltar,Marrocos e Portugal outra vez,nunca passei dos 120 (não podia,ela não deixáva)foram bons tempos,descontraidos e felizes,irrepetiveis agora.Há um tempo para tudo,talvez seja o teu tempo agora para sentir o vento na cara.Sonhei com uma viagem pelos EUA de mota,pelo deserto e pelas planicies a atravesar paises e continentes ...eu entendo o teu gajo!
NOTA IMPORTANTE:atenção ao equipamento,blusão luvas e botas são fundamentais(além do capacete!).Tens cabelos compridos não é!!vais rapidamente esquecer as dores do rabo.

De Sandra Lopes a 09.07.2008 às 16:08

Adorei o teu blog. Revejo momentos da minha vida em alguns dos teus textos.
E a vida dá sempre a volta por cima! E onde antes existiam lágrimas de ansiedade repletas de "ses" (se eu tivesse dito... se eu tivesse feito...), agora existem os sorrisos, e porque não também as lágrimas (mas estas de felicidade e amor retribuído. No coração existe sempre espaço para um novo amor sem que a vida nos obrigue a esquecer os bons e os maus momentos de um anterior; e no coração de uma mulher esse espaço é enorme (tipo como a tua gaveta-daquelas-coisas que-não-servem-para-nada-mas-das-quais-não-nos-conseguimos-separar).
Felicidades para ti. que a vida te sorria sempre.
um beijinho,
Sandra

De Susana a 11.07.2008 às 00:09

Ol

De Carla a 12.07.2008 às 20:16

Ri muito! Adoro seu ponto de vista, seu estilo e fiquei a imaginar, você, Raquel, colocando roupas para imensos 3 dias em uma top case de míseros 36lt! Impensável! Vida de gaja não é fácil... talvez exceto das gajas que namoram outras gajas :P

Diz lá


Pág. 1/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D