Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O fim do fim...

Confessado por Mulherde30, em 28.12.06

amor.jpg

Os homens com sentido de humor cativam-me. Mas se continuam com ele na cama, encantam-me. Sempre que falo de sexo vem-me à memória uma situação. Com um dos homens da minha vida (que acabou por seguir o rumo de todos os outros). Ele era Moisés… ora com o cajado (pila) abria o mar vermelho (as minhas pernas e respectivo orifício), ora era outra vez Moisés e subia à montanha. Neste caso pode dizer-se outeiro, já que o que tenho no lugar das mamas é um monte muito pequeno.

É depois do sexo que se determinam muitas relações. Que nós percebemos se será um homem à nossa altura ou não. Mesmo que durante tenha sido traumático. Se já existia uma cumplicidade, das duas uma, ou cresce ou desaparece.
Diz um provérbio chinês: “casa-te com quem gostes de conversar”… mas todos nós sabemos que há tipos de homem que depois do sexo a única coisa que conseguem fazer é dormir. O que é terrível. E logo percebemos que o melhor é não pensar em nada que dure depois de o sol nascer.

Mas na cama a verdade verdadeira é que só existem dois tipos de homens: os bons e os outros. No caso das mulheres deve ser o mesmo e tenho cá para mim que devo pertencer ao segundo grupo. Devo ser uma atrofiada na cama. Digo eu que nada sei.
Mas até hoje, nunca nenhum homem me conseguiu explicar de forma compreensível, como é para eles uma mulher boa na cama. Devem ser daqueles segredos manhosos deles a que chamam “coisas de gajo”, ou então é mesmo dificuldade de expressão.

De repente, o que devia ser o princípio do fim, passa a ser o fim do princípio.

Deixa-se de ouvir a respiração ofegante, mas podia começar a melhor parte.
Mas outros gostam de dar o empurrão para a verdadeira catástrofe, daquele toque final para arruinar com qualquer ideia que pudéssemos ter que a coisa podia melhorar. Levantam-se e vão embora. O que por norma não fazem é deixarem lá uma nota de 50€, já que nos fazem sentir umas verdadeiras pu***.
Possivelmente estão a fugir por duas situações:
- Ou têm terror de que nos apaixonemos por eles (porque creio que não sabem que já estamos. Não há muitas outras explicações para termos ido para a cama com eles)
- Ou pelam-se de morte por falarmos da sua performance e dizer que foram a coisa mais horrível que já tivemos.

Se forem um verdadeiro terror na cama, o melhor mesmo é virarem-se para o outro lado… enquanto nós ficamos a pensar que merda de sorte a que temos e que raio nos saiu na rifa. E lá vamos agradecendo a quem inventou o vibrador e percebendo que as noites em que maldizemos estar sozinhas, não assim, afinal, tão más.
Mas a verdade é que se vamos para a cama com homem já gostando dele, todas as coisas que lhes apontamos como verdadeiros horrores na cama, são superados. O que é estranho…


Agora seria a hora certa para descansar a alma. As conversas em voz baixa e meiga de quem divide segredos. A hora das carícias, dos toques de pólen à flor da pele. A hora mágica depois do amor.
Mas aqui, todo o processo anterior é determinado. Ou se fica ainda mais perdida por ele, ou nunca mais o queremos ver.

A verdade é que ele já conseguiu o que queria e como alguém já disse: “os homens só desistem quando conseguem. E quando conseguem desistem logo”
Com as mulheres é diferente… chegar ao sexo devia ser o princípio de tudo, de uma história, de uma relação. Acabamos por ver sempre a união das almas, enquanto que os homens só querem a união dos corpos. E claro, a diferença de sentimentos determina o resto.
É a partir daqui que deixamos de lhes pôr a vista em cima. É a partir daqui que começam as desculpas mais estúpidas que ouvimos. É que até agora, tinham sempre tempo para tudo, para nos mimar, para nos escrever, para nos telefonar. Agora já não será assim. Terão sempre compromissos e reuniões às horas mais absurdas. Deixarão de ter tempo. Na prática, deixam de pensar em nós, de nos querer, de nos desejar.
No fundo o que nos querem dizer é que ainda há muitas por aí com quem desempenhar o mesmo papel.
E nós lá nos vamos arrastando sem darmos conta. Dia após dia. Convidamos, escrevemos, telefonamos. Nem dormimos com medo que não se ouça o toque do telefone. Vivemos em torno de uma espera. Até que uma hora pensamos que já não vale a pena esperar. Choramos, andamos tristes, e mesmo assim, com uma esperança tonta de que se lembrem de nós. E passou um ano. E passamos outro ano a lamentar o tempo em que se acreditou em alguém. Mais outro ano em que deixamos de viver.
Um dia li um livro: “porque é que os homens mentem e as mulheres choram”. Em relação às nossas diferenças, fiquei na mesma. Não li nada que já não soubesse.
Mas consegui responder ao titulo… porque os homens continuarão sempre a ser uns grandes cabrões e as mulheres umas estúpidas.


E todas as palavras bonitas e as horas anteriores à cama que nos faziam sentir personagens de um sonho, transformam-se em pesadelo. E ainda me vêm falar de principes encantados? Pois sim...


publicado às 22:13


Confessionário

De AcesHigh a 29.12.2006 às 03:05

Olá Raquel.
Em relaçao ao comentario anterior - usei porque apenas queria sexo e ela tambem... ela depois foi gostando de mim mas eu so gostava do corpo dela. Fui usado porque servi para esquecer o ex. percebi isso a tempo mas entrei no jogo porque ela era intensa! lol... por isso disse que foi consciente.
Quanto ao carro foi apenas uma figura de estilo para demonstrar a segurança financeira e nao a potencia do motor :). Mas nao posso generalizar quando falo das portuguesas nem tu Raquel devias generalizar quando falas dos "homens" como se fosse tudo igual. Uma coisa é certa homens e mulheres têm o mesmo desejo e a mesma sensibilidade em relaçao a tudo. Toda a gente é insegura e toda a gente tem traumas. A maneira como as escondem é que difere. Há quem apenas queira "matar" tudo o que mexe para nao sentir dor. Há outros que fogem de possiveis relaçoes pelo mesmo motivo. E há outros que simplesmente nao sabem encarar e nao respondem ignorando-a. Nao sao estratagemas exclusivos dos homens porque ja conheci raparigas assim, e outras que fogem de tudo porque nao conseguem encarar e falar tudo aquilo que deviam falar. Mas ate essas situaçoes de dor sao benéficas pra cada um de nós porque nos fazem perceber muita coisa e apartir daí ter mais sensibilidade pra saber como tratar dos sentimentos. Tanto os proprios como os do outro.
Quanto ao conceito de mulher boa na cama varia muito de homem pra homem tal como no caso das mulheres. Posso te dar um exemplo da relaçao mais intensa que tive: Ela falava sobre tudo sem tabus e daquilo que gostava e nao gostava. De como gostava que lhe tocasse, de como gostava que a guiasse, de como gostava que falassemos depois do acto para melhorar o proximo. So tinha um senao: era obcecada por controlar até que cansou... Como vês o que pode ser muito bom pode cansar. Varia muito de pessoa para pessoa esse conceito. Eu acredito em que tudo nesta vida muda e melhora... e nada acontece por acaso!
Epa ando a escrever com cada testamento pra ti lolol. É porque curto ler o que escreves apesar de se notar um pouco de raiva... mas é como digo no meu blog: "Anger is a gift!" BEIJAO RAQUEL E UM BOM ANO!!! :)

De Esplanando a 29.12.2006 às 10:10

Eu às vezes penso que tenho "feitio de gaja"... não sei porquê a parte do sexo que sempre gostei mais foi as conversas que se têm a seguir.
E sim... sou melhor nessa parte do que na anterior!

De Ernesto a 29.12.2006 às 10:54

Vizinha, acho que vou começar pelos Cabrões, que os há, há mas nem todos o são, “digo eu que nada sei” quanto há estupidez da mulher eu diria mais Burrrra, as mulheres tem de abrir mais os olhos (eu disse olhos e não olho) é que por vezes a mulher gosta mesmo de apagar “porrada”. O homem gosta muito de se armar em tubarão, mas quando é ele o papado diz “que maravilha de gaja”. Digo isto para ficares a saber o que na realidade é uma f..da mágica, em curtas palavras é aquela que aparece e em segundos Charammm… Espero que tenhas aprendido algo. Não te iludas com gajos sem pedigree. Eu tenho pedigree mas tenho a trela muito curta (para não virar cão vadio).

De luar a 29.12.2006 às 13:15

Le o livro "será que as mulheres ainda acreditam em principes" (o título é mais ao menos esse) e vais entender muita coisa. Boas entradas e vamos ver que sapricipes nos arranja o novo ano

De carla a 29.12.2006 às 13:16

Estes ultimos posts fizeram-me rir e quase cai da cadeira a fazê-lo...lembrando cenas por mim vividas. não sou heroina, apenas tenho uma vida parecida com a tua.. posta em escrito dava como comédia trágica e no fim descobria-se que o princepe teve um caso com a bruxa má. por isso, de algum tempo para cá decidi trocar de personagem e fazer também de bruxa..o curioso é que o princepe voltou para a sua princeza. Mas mesmo assim acabo o ano com esperanças renovadas... e afirmando que o verdadeiro amor supera todos os defeitos que, tanto homens como mulheres têm. E desdenhando dos homens (quem desdenha quer comprar) não consigo passar sem eles. Feliz Ano para Todos...

De Gabriela a 30.12.2006 às 00:22

Olha, a prop

De J. Carlos a 02.01.2007 às 10:21

Não me parece que tenhas tantas dúvidas sobre as matérias de que escreves, como as tuas palavras às vezes fazem transparecer. Acho que nem tu,`tens a noção de todo o teu potencial... Lá no fundo, acho que tens as respostas às tuas questões - uma boa prova disso é que este post não foge muito à realidade -, embora desejes ardentemente que o destino te prove o contrário. Ex: sabes que os homens que te surpreendem são de uma determinada maneira, mas tens esperança que surja um na tua vida com essas características, embora isento de certos defeitos. Provavelmente já conheceste o Homem da tua vida e só não aconteceu nada porque não houve um encontro no comprimento de onda, i.e., não viviam os dois nessa altura com os mesmos desejos e interesses. Eu explico: os Homens que tu gostas, por norma, têm muitas solicitações e, claro, aproveitam-nas! É normal, a vida é assim; Se não tivessem passado pelo que passaram, talvez não fossem tão interessantes como tu os achas. Agora, o que acontece, é que, com o tempo, alguns estabelecem projectos, criam valores, e percebem que o que querem é o mesmo que tu queres, e MUDAM o estilo de vida, pelo que, só nessa altura é que é propício investir numa relação e, outros, não. A verdade é que, estimo que só para aí uns 10% é que chega ao ponto rebuçado e, não raras vezes, com feridas abertas que levam o seu tempo a fechar. A questão de saber o que é que um Homem considera como sendo "uma Mulher boa", é, de facto, subjectivo. No entanto, há um consenso alargado de que a mulher boa tem que ser activa! Nada de preguiça! Claro, há outras coisas, tais como sentimentos, humor - que até acabam por ser mais importantes na apreciação geral -, mas se falarmos de uma forma cínica, reportando-nos apenas ao acto, eu diria que uma Mulher trabalhadora está uns furos à frente. Eu compreendo que gostes de perceber os parâmetros de "avaliação", mas também esses, às vezes são uma falácia. bjs

De mulherde30 a 02.01.2007 às 20:07

P/ ACES: era mesmo aí que queria chegar... nós só podemos sentir-nos usados quando isso acontece. Enquanto duas pessoas estão juntas como bengalas, nada se passa. O problema é que quase sempre há um sentimento que nasce (por parte de um dos dois) e a partir daí começa o uso de alguem. Já há um sentir diferente e isso muda tudo...e foste um apoio para ela, não foste usado. Mas claro, digo eu que nada sei. Eu bem sei que os homens não são todos iguais... tambem era o que me faltava! Gostei dessa pequena história que relatas, é uma forma gira de ver a coisa... e continua a escrever os teus testamentos que eu tambem gosto de te ler... b'jinhos

De mulherde30 a 02.01.2007 às 20:08

P/ ESPLANANDO: só te posso dizer uma coisa: abençoado sejas!....eheheheh... b'jinhos

De mulherde30 a 02.01.2007 às 20:10

P/ ERNESTO: então aprende esta: os homens que têm pedigree já têm trela e os outros, são cães vadios! eheheheheheheheh (sem ofender ninguem por favor para que não digam que tal, os homens não são todos iguais... eu já sei!) .... b'jinhos

Diz lá


Pág. 1/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D