Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



OS GESTOS

Confessado por Mulherde30, em 25.12.04

Há anos que na véspera de Natal, mesmo sem querer, choro...

Aos poucos, há lugares na mesa que vão ficando vagos... e isso entristece-me.
Este ano foi um pouco mais pesado.
Antes de o meu pai falecer, todos os anos vinham nesta noite tios e primos... uma noite cheia de vozes, de risos...

Depois, tudo mudou. Já não havia muita razão para se continuar com uma tradição quando a ponte que nos unia ruiu...
E todos os anos, neste dia, desde que o meu pai partiu, a minha tia, sua irmã, vem cá para deixar presentes a todos nós...
E sempre que a vejo entrar sinto ao aperto no peito porque ela tem tantos traços do meu pai...

E ontem, sentadas à lareira a falar sobre o meu divórcio, ela disse-me:
- Nunca te sintas abandonada, filha, o teu pai olhará sempre por ti. Eu sei que se ele cá estivesse, vos daria presentes como sempre fez... e por isso eu venho cá todos os anos, para de uma forma o representar... é que ele, de tantos irmãos que tive era o que mais amava... e gosto tanto de ti... fazes-me lembrar tanto ele, o meu irmão querido...

E eu chorei... como agora ao escrever estas coisas que tenho aqui contidas em mim, ao recordar as palavras da minha tia...

publicado às 22:12


Confessionário

De arqpatricio a 25.12.2004 às 22:40

o natal é mesmo assim ... uma confusão de sentimentos, deveriamos estar contentes...mas algo nos faz ficar ao mesmo tempo tristes. Temos de ser fortes e pensar nos bons momentos que as pessoas que nos sao queridas, mas que já nao podemos usufruir da sua presença, nos proporcinaram. e porque nao revive-los com saudade e alegria...com eles certamente gostariam. bjs

De Daniel a 25.12.2004 às 22:58

1 Abraço apertado (sem palavras)

De Bruno a 26.12.2004 às 02:19

Cheguei agora de uma voltinha pela neve, e como amanhã vou interromper estas mini-férias por dois dias, resolvi vir deitar-me cedo, mas antes era sacramental ver o teu blog.....Não vou comentar essa tua nostalgia,mas sempre te digo que " amanhã é sempre um novo dia " ! Estamos sempre a recomeçar a vida. Um beijo

De Vampiria a 26.12.2004 às 02:40

Um beijo...muito grande* **

De antonio a 26.12.2004 às 08:23

tocou-me, este teu post sobre a nostalgia do Natal.
também me sinto assim, não por estar divorciado, mas sim por continuar casado.
é lixado estar preso a uma família, ter (muitas) contas certas para pagar, filhos que precisam de nós, uma mulher que nos enclausura e não nos deixa partir.
Os anos passam, passam, no meu caso já são 29 anos de vida em comum, nós envelhecemos (tenho 49 anos)e achamos que o tempo se está a esgotar e vem uma altura em que parece que já nada vale a pena. Então ficamos para não criar tristeza nos nossos filhos, para que eles nos respeitem um pouco, para que não lhes falte nada, e anulamo-nos.
É essa a palavra: ANULAÇÃO.
Restam algumas aventuras extra-conjugais, réstias de amor, paixões fugidias, e o regresso a casa, um regresso ao túmulo dourado. E assim se vive, um dia de cada vez, em direcção ao fim, desperdiçando a vida.
Oxalá, 2005 te traga muito amor e carinho!

De thor o deus do martelo a 27.12.2004 às 02:04

Ola minha amiga, em primeiro o meu pesar por essa ausencia k te é tao querida. É impossivel ficar indiferente a esta passagem sobre o natal. Qual chuva disolvente, nao mais que um sinal de que o tempo vai passando por nós e deixando a sua marca indelevel. conheces aquela musica dos nossos xutos? fala-nos disto mesmo, das marcas da passagem do tempo, "e quando deres por ti és o pai de uma criança no seu caminho de casa, e o que foi feito de ti, e o que foi feito de mim?" o tempo que passa como chuva que nos molda e dissolve numa resuloçao da vida. Percorrendo as minhas memorias o que fui, o k esperaria ser e o que sou, ja sao tantas as más e boas recordaçoes, os cruzamentos da vida que ja nem sei onde vai parar este circo, no qual nao sou mais que um mero joguete, tal como tu. O que te quero dizer é que aproveites todos os momentos, com sede de viver, aproveita a vida, da valor a quem te esta proximo, pois tambem eu e tu seremos disolvidos por esta chuva a que chamam vida, e um dia igualmente seremos recordados com carinho por alguem, logo que agora trabalhemos para isso, tal como estou certo que o teu pai fez um dia. um beijo com carinho e ternura.

De Jorge Oliveira a 27.12.2004 às 02:06

De JAL a 27.12.2004 às 10:51

Olá Rakel ! Cá estou de novo a tentar dar força, o que não é facil, quando para nós mesmos já são demasiadas cadeiras vazias.
Força ! Vais ver que 2005 será bem melhor !
Jnhos.

De Gakusha a 27.12.2004 às 11:28

Minha linda Raquelinha, mulher de 30, bonito coração ingénuo e infantil, não quis deixar de te dizer, antes de partir para um merecido interregno, que o meu coração bate junto ao teu, fraterno e carinhoso ... daqui onde me encontro, recebe uma caricia com ternura, um beijo nos teus olhos de princesa, e um desejo profundo que consigas alcançar aquilo que te parece tão dificil ... um abraço apertadinho, onde envolvo o teu coração ... G.

De Daniela a 27.12.2004 às 11:44

Perdi o meu pai com 6 anos... ainda hoje passado todo este tempo sinto a falta dele o ano inteiro.. mas ainda mais no Natal... E sei que ele olha por mim... Beijos grandes!

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D