Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pequenos desejos...

Confessado por Mulherde30, em 08.12.06

espirito da luz 2.jpg
Fotografia: Espirito da Luz

Fim de semana longo, este. Tantas horas vagas, tantas coisas que me fariam feliz.
A chuva cai sem tréguas... e eu, que cá por dentro, só queria um amor. Grande.
Um homem que me fizesse sentir um grande amor, que tivesse por mim um grande amor.
Um amor desses de cinema...


E deixo-me guiar pelo sonho que me resta... quando só queria viver este sonho contigo. Sem reservas, sem pudor.
É que sinto sempre em mim que tu e eu nunca seremos nós, mas ainda não tentámos, sabes? E talvez por isso tenha este aperto que me faz sentir que apenas estou a adiar a vida ou o momento em que me possa perder em ti para que depois, quem sabe, me encontre e tenha a certeza que as histórias bonitas não são para eu viver.
Queria saber. Queria viver para saber. Será pedir demais?
A verdade é que não te tenho... nem tenho ninguem. Que não sou tua... nem de ninguem.
E nestes dias que são eternidade, sinto a falta. Falta dos momentos de plena liberdade dos sentidos que já não me recordo de viver...
É quase sentir-me só, sem ser solidão.

Tivesses tu a coragem. Tivesses tu o desejo. Tivesses tu a vontade.

Se um dia te transformares numa gaivota, tenha eu o meu coração ainda livre para te acompanhar nesse bater de asas e voar....

Mas hoje, queria deitar-me num banho tranquilo e saber-te aqui perto. Sentir-te meu. Por uma noite que fosse. Só para que depois podesse saber e seguir caminho sem sentir sempre esta corrente que me prende, quando nada há que me possa prender.


Deixa-me sonhar... sonhar com coisas que adoro e já não lembro de fazer. Os desejos pequenos que fazem sentir que afinal vale a pena.
Quem sabe um dia?

publicado às 18:33


Confessionário

De Rui a 08.12.2006 às 19:37

Meu Deus Raquel... Voltaste! Não sei o que fizeste nem por onde andaste mas acho que só te fez bem. Estás melhor que nunca. Seria de esperar que este tempo deprimente tivesse precisamente o efeito contrário em ti, mas tu não te deixas apanhar facilmente. És de facto uma caixinha de surpresas.

De isabel a 08.12.2006 às 20:23

Enfim, resumindo ! Continuas a mesma vaca de sempre...e enquanto esse papalvo com quem tens andado nas quecas, descobrir quem és... pois é !!! aproveita enquanto dura

De isabel a 08.12.2006 às 20:53

...enquanto o papalvo nao descobre o teu curriculum fodetório ( ou ainda não leu o teu blog ), aproveita as benesses ! depois, voltarás a chorar baba e ranho aqui....e o povo a aplaudir-te, como mártir da pátria ! Em frente marchar, ah ganda mulher !!!!!!

Nota: Acredito mais k o tipo finja que nada sabe dela....vai "comendo " e depois....Nós sabemos como são os homens.........eheheeh

De Rui a 08.12.2006 às 21:38

P/Isabel: A inveja é F**** não é?!

De euzinha a 08.12.2006 às 23:10

P/Isabel:Caríssima, ao que parece a menina tem um grave problema em ver outras pessoas felizes...nem que seja apenas por darem umas quecas!!!Faça uma coisa,tente dar umas também pois vai ver que não há remédio melhor!Caso não consiga tome uma caixa de xanax e atire-se da ponte D.Luís!Em jeito de confissão:vai ver que fica para a história:)

De Mana M a 09.12.2006 às 09:00

Este é caso para dizer que o Amor não se procura...encontra-se.Além disso todos nós temos pelo menos uma vez na vida um Amor correspondido, basta não esperar por ele, deixá-lo simplesmente fluir...enquanto isso podemos simplesmente ir "amando"...


Um Mau Dia!!!! ;)

De Rui a 09.12.2006 às 09:01

P/euzinha: Suicídio é que não! Seria um perfeito desperdício. Mulheres com discurso ordinário são extremamente atraentes para muitos homens, falo por experiência própria. Porque é que não podemos ser todos amigos? LOL

De Bruno a 09.12.2006 às 13:29

Pois, querer e não ter e ter e não querer lembra-me o paradigma do paradoxo...Mas Amor não se procura, nasce, como um clic disparado despertando a líbido mais inibida, um olhar que reconhece a vontade, de sentir, da entrega, da explosão do gemido mais intenso fazendo com que uma noite de amor se revele num segundo parado no tempo...
Um beijo para ti desaparecida...

De augusto a 09.12.2006 às 23:08

Já sei porque te falta o que pedes. Tentei copiar uma frase para a colocar aqui e disseste para não roubar. A resposta à pergunta "Quem sabe um dia?" é para mim esta: Deixa que te roubem, pois comentadores há muitos...

De Paulo a 10.12.2006 às 03:57

Sim, quem sabe um dia... Quem sabe um dia dirás as palavras que não disseste, darás os abraços que não deste, sentirás o amor que já sentiste. Quem sabe um dia ele te espere na esquina por onde passas, te diga que não é tarde, que voltes outra vez e outra... Quem sabe ele te volte a tocar sem que sintas e te sinta sem sequer te ver. Quem sabe ele se guarde nas lágrimas que derramas por alguém que tanto amaste. Quem sabe um dia abras as asas e tudo o mais seja o vento que te leva sobre tudo o resto. Quem sabe um dia ele saboreie o doce-amargo das tuas palavras, ouça o murmúrio estridente da tua pele ardente e sedenta de suor, e entre em ti tão fundo que revele a nudez do teu ser, muito para além do teu corpo, do teu toque, do teu cheiro, da tua paixão. Sim, quem sabe, um dia...

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D