Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



QUERIDO PAI NATAL

Confessado por Mulherde30, em 25.11.04

Querido não é bem o termo, mas fica bem começar assim uma carta...

Quando era pequenina, chamavam-te menino jesus, depois, de um ano para outro passaste a ser pai natal... bolas, começaste cedo a tua vida sexual... o que nunca entendi é de quem é que tu és pai... do natal não pode ser, porque já existia antes de ti...
E tambem acho estranho como deixaste de estar deitado em palha com os braços abertos e de repente ficaste de barbas e cabelos brancos, e diga-se, não tiveste muito cuidado com a alimentação...

Acho que deixaram de te chamar menino jesus porque alguns homens são muito parecidos contigo... é, não sabias? Passam grande parte do tempo estendidos ou deitados, só que agora é no sofá e não nas palhinhas...é a evolução...

Por ser a filha mais nova,tudo o que a mais velha não queria dava para mim: a bicicleta da mana, a roupa da mana, as bonecas que já nem tinham cabeça da mana, mana, mana, mana... isto de não termos direitos quando somos crianças é uma foda muito mal dada, deixa que te diga!
Quando se aproximava o natal, vinham tambem as chantagens... "porta-te bem se não o pai natal não te traz os presentes..." e eu portava. Deixava de partir os vidros e esconder os cacos, de desaparecer durante todo o dia porque ia para as cabanas de palha brincar ao faz-de-conta, deixava de estragar a frente dos sapatos da mãe porque queria ser bailarina e treinava andar com eles em bicos de pés, e acredita que deixar de fazer isto era muito muito dificil.

Acreditei em ti até aos 9 anos e lembro-me como se fosse hoje desse dia...
Até descobrir, deixava o sapatinho junto à chaminé religiosamente, e mal conseguia dormir por pensar que te podias esquecer de mim...
Aos 6 anos deste-me um bebe chorão e passeei-o pela rua a dizer a toda a gente que tinhas sido tu a dar-mo. Agora percebo porque é que as pessoas ficavam com aquele sorriso de: "coitadinha".
Aos 8 escrevi-te um postal e tu respondeste... disseste que não me podias dar a bicicleta com rodinhas atrás depresente mas enviaste uns postais, só mais tarde soube que era uma iniciativa dos CTT.
Aos 9 descobri que eras uma farsa... vai-te foder.
Morar numa cabana no gelo do polo norte? Com renas que voam e um trenó brilhante? Chega a ser triste ser-se criança... também que merda de pai natal és tu para por o nome Rodolfo a uma rena? Sinceramente...
E eu, tansa, acreditei... aliás, ao longo da vida tive sempre tendencia a acreditar nas palavras de mentirosos como tu... c**** de m****... f**** da p***... p********, o que se podia esperar de um gajo que anda vestido de vermelho, com botas pretas por fora das calças?

Desde aí que detesto o natal.
Eu tinha presentes no natal, agora as crianças têm presentes todos os dias, as pessoas viam o natal como dia de nascimento, de paz, de amor...
agora passou a ser sinónimo de compras, compras e compras...
Espirito de natal? Pois sim...
E muitos têm a lata de dizer Feliz Natal quando passam todo o ano por nós na rua e nem dizem bom dia...

E hoje, que falta um mês para o natal venho dizer-te umas coisas depois de tantos anos...
Não quero pijamas, nem perfumes, nem cd's, nem livros...quero nada que se possa comprar com dinheiro, quero algo maior, muito maior... este ano vou por-te à prova!
Porque raio as pessoas esperam este dia para oferecer? Porque não um dia qualquer em que não seja carnaval, nem pascoa, nem aniversário?

Este ano quero distribuir um sorriso nos rostos tristes, quero fé em quem já a perdeu, não quero guerra nem fome... nem dor, nem sofrimento...
Quero para todos os que amo que saibam o quanto os amo, que encontrem sempre o caminho de regresso a casa...
Que saibam que eu estou aqui, mesmo que se sintam sós...
Quero ver paz nos meus inimigos... até esses precisam...

Para mim, quero apenas que o proximo ano seja bem melhor que o ultimo, que diga-se, foi terrivel! Quero tranquilidade, quero carinho, quero amor...
Como o dinheiro não compra isto ainda quero ver como vais realizar estas vontades...

P.S. e se não for pedir muito vê lá se trazes no teu trenó um daqueles do william lawson's porque ele quer vir ter comigo, eu sinto, mas da Escocia até aqui o pobre fica à rasca do cu... e sei que é por isso que ainda não chegou...

E isto quem to pede, é alguem que já não acredita em ti, por isso, esforça-te...

publicado às 10:53


Confessionário

De inconfidente a 25.11.2004 às 11:08

Grande doida.......acho que ele te vai atender....Mas olha que tb trocava o natal pela paz no mundo....infelizmente não somos nós que mandamos.

De dogmazul a 25.11.2004 às 11:12

também tendo a cada vez gostar menos do Natal...sempre foi um momento que me deprime...mesmo quando era eu o centro das atenções.
O que me mais doi, são os lugares vazios na mesa...Este ano na minha vai faltar um lugar muito importante na minha...e a consoada nunca será a mesma...por isso preferia que passasse-me de 23 a 26, e que venha o ano novo e nos embriaguemos com champanhe, pq já passou o ano maldito...
Jufasssss

De falame_de_ti a 25.11.2004 às 11:21

... lindo... adorei... agora começo a ver que as mulheres aos 30 o seu QI aumenta drasticamente, pois até aos 20 a coisa nem pa burro dá... continua a escrever.. é disso que o povo gosta...

De arqpatricio a 25.11.2004 às 11:21

nem imaginas o quanto eu me revejo nas tuas palavras. será que um simples presente oferecido num determinado dia, é a prova como gostamos dessa pessoa?´ou é a maior prova de sinismo que podemos dar? eu voto na segunda...

De Mar a 25.11.2004 às 11:33

Grande Raquel,tá mesmo bonito o teu texto, e o que dizes tem sentido e graça. Continuo a dizer-te, pensa no livro... nem a M. R. Pinto escreve como tu, e olha o momtão de livros que a fulana vende... e olha a merda que ela escreve... Essa do Escoces soltei gargalhada. Quanto ao pai natal, tu ainda aguentas-te até aos nove anos a acreditar, eu aos 4 já estava noutra...talvez por isso fui muito revoltada na vida até aos 40. Agora levo na boa.Presumo que as palavras que codificas-te são GRANDE FILHO DA PUTA PANELEIRO. Concordo.Um abraço MAR

De ze a 25.11.2004 às 11:58

Raquel, não era um Homem que querias receber pelo Natal?

De dogmazul a 25.11.2004 às 12:02

Ainda relativamente ao gajo de vermelho de barbas e cal

De eternous a 25.11.2004 às 12:04

ai, ai...tu dizes que o pai natal n

De AZULINHO a 25.11.2004 às 12:20

Raquel, tal como tu acreditei no Pai Natal durante algum tempo... a partir dos dez anitos ja so pensava nas Maes nataes que apareciam nos apanhados e mostravam as maminhas :-))) isso

De MULHERDE30 a 25.11.2004 às 14:17

P/ INCONFIDENTE: infelizmente na vida, mandamos em poucas coisas... :-)

Diz lá


Pág. 1/3



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D