Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



SEXO ORAL? (interdito)

Confessado por Mulherde30, em 18.01.05

penis.bmp

Gosto. Pronto. gosto que mo façam sim, mas feito por quem sabe... não é chegarem aqui e escarafuncharem isto como se andassem a esfregar uma nódoa ou a cavar terra... não... é bom por mãos que saibam quando e como... a pressão certa, a zona indicada... e por isso gosto de mãos... bem tratadas.
Sí, sí... me gusta.

E gosto de fazer... gosto muito. Nem sempre, é verdade. Se um homem me puxa a cabeça e me enfia a pila na boca, sinceramente, perco a vontade...
Eu sei onde está... um pouco abaixo do umbigo, no cimo das coxas... portanto, quando quero vou lá...
É que isso, para ser feito como deve ser, tenho que ter vontade. Sim, faço-o quando EU quero!
E há dias em que tenho uma vontade! Mas só me resta guardar esses desejos para uma altura em que tenha pila para o fazer.

Ah pois, que me perdoem mas não vou nessas tretas de fazer porque querem, e para fazer o jeito, vale mais estar quietinha.
Até agora não se queixaram, mas a verdade é que acho que são uma cambada de enganadores... nada de diferente, acho eu... mas tenho que dar sempre o benificio da duvida. Não sei que prazer as outras dão e portanto...Eu sei que sou boa em trabalhos manuais, mas nada de exageros... heeheheh...
Confesso que é bom saber que demos prazer, que o fizemos de forma quase "inesquecivel", mas como sou por natureza uma mulher que não acredita ser melhor que as outras em nada, duvido sempre dessas palavras. Mas digo, aqui que ninguem me ouve, que pelas reações a coisa deve ser mesmo boa. Bem, já que não sou boa na cama, pelo menos que faça bons broches, heheeh
Tambem, vamos combinar... não ficava nada bem, no fim de um esforço de mãos, lingua, garganta e estômago dizerem-me:
- foda-se, fazes um broche mal como o caraças...

Gosto de segurar um pénis rijo nas mãos, tocar ao de leve, com força, com a lingua, com os dentes (não, não mordo!), de lamber, de chupar e gosto da pulsação...
E engulo, sim... o leite faz bem à saude e faz crescer... e cá por mim já vou com 1.72...
A verdade é que há sabores para todos os gostos... e por vezes há aqueles que não apetece repetir a proeza... mas cá para mim, dependendo da situação, um broche acaba bem com o sémen em mim... deixar tudo bem limpinho, sem vestigios...heeheheh. Pronto.

Mas o pormenor, importante por sinal, é estar ajoelhada, ele tem que estar em pé... não há sensação como sentir, durante o orgasmo, as pernas trémulas e bambas...
Taradices... que fazer? Mas sinto poder nesse instante... os musculos rijos, o pulsar do penis, um tremor nas pernas que o faça inclinar-se um pouquinho, e depois, o olhar, a expressão de prazer no rosto...

E como confissão: se fechar os olhos, se me concentrar, sinto ainda o sabor e o cheiro da ultima vez que o fiz... divinal para mim. E para ele, sem modéstia, tambem. Aposto que, de quando em vez, ainda se deve recordar! ( eu disse que era sem modéstia...)

publicado às 12:43


Confessionário

De pinho41 a 18.01.2005 às 12:51

eu fa

De arqpatricio a 18.01.2005 às 13:36

isto que vou escrever não é um comentario é um apelo. Mulheres virgens, solteiras, noivas, casadas, divorciadas, viúvas...leiam isto 1000 vezes e façam o mesmo. deixem-se de pudismos e de merdas...isto que foi descrito é sinonimo de arte...coloca todos os kamasutras no canto da mediocridade. Faço uma vénia até à parte de baixo do umbigo da autora...

De mokomaori a 18.01.2005 às 13:38

não há nada uma mulher que assume aquilo que gosta.....pergunta directa:preferes grande, pequeno ou o que interessa é o homem a quem dás prazer? beijo...quer dizer, beijo se nao tiveres acabado de...enfim....grande abraço, hihih.

De Ana a 18.01.2005 às 13:46

Adorei a parte "não é chegarem aqui e escarafuncharem isto como se andassem a esfregar uma nódoa ou a cavar terra" :D

Quando for assim, é melhor usarem las manitas (e esperemos que não sejam de trapo...)

De arqpatricio a 18.01.2005 às 13:51

agora sim o meu comentario: Broche:s.m. Jóia de pedraria ou só de metal e que consta de duas peças, que aperta a roupa de ordinario no peito, à maneira dos colchetes.||Colchetes que guarnecem os cintos, ligas, etc. || fecho de metal, especie de colchete com que se fechem os livros ou pastas.|| Peça de armadura antiga para brochar as peças e juntá-las pelas bordas.|| acto de sexualidade anormal. uma palavra palavra para o Presidente da Sociedade da Lingua portuguesa: nunca lhe fizeram um broche pois nao? Quem tem boca vai a Roma e quem tem lingua vai à cona...mais nada.

e como isto de broches e minetes me deixa sempre empolgado e cheio de inspiração vou trabalhar.bjs

De Mr... a 18.01.2005 às 14:18

Humm....só de pensar...gosto de fazer e de ser bem correspondido....quando é com pica.... principio meio e fim é de trepar paredes....hummmm

De Baltazar a 18.01.2005 às 14:19

Excelênte prestação, Raquel!
Eu então sou viciado numa bela trombadinha. Se há coisa que gosto é de beijar abundantemente todo aquele território e fazer dele a minha bancada de trabalho. Uma boa parte das vezes até prefiro nem sequer evoluir para um 69. Não sei, parece-me mal sentir que aquilo é uma retribuição. Para mim, sugar uma vagina é um acto gratuito sem, sinceramente, esperar favores linguísticos em troca.
Ponto de discórdia:
Essa história de gostares de chupar apenas quando queres sem que desconfies sequer que o macho quer e a repugna pelo agarrar da cabeça é puro preconceito.

Coisas boas:
E aquele brochezinho quando de vai a conduzir...muito bom !!!

Raquel! assim não há condições para trabalhar !! aí, aí!

Beijo na virilha!

De garanho a 18.01.2005 às 14:49

Gostei do texto... essa das pernas bambas achei fantástica... quantas nem se dão conta desse pormenor... beijos

De MM a 18.01.2005 às 16:23

Raquel, com uma conversa destas (sem falar do jeito pelos vistos!!!), arranjas um homem sem qualquer dificuldade... No entanto, fiquei curioso em conhecer a mulher que se esconde por detrás desta vitrina bloguista exibicionista... confesso. bj

De Vampiria a 18.01.2005 às 16:49

Não podia estar mais de acordo. É maravilhoso podermos fazer o que quisermos, sem vergonha, e admiti-lo é grandioso. Não é para todos.

Grande Raquel!*

Beijos* *

Diz lá


Pág. 1/10



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D