Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sinto-te a falta...

Confessado por Mulherde30, em 12.10.09

00027.jpg


Com o tempo, vai ficando um pouco mais fácil falar de ti.
Parece que a saudade quer rebentar os muros do peito e falar, tambem começa a ser bom.
Dantes não era assim... falar em ti era chorar e os soluços não me permitiam falar.
Não penso menos em ti nem sequer me dói menos a tua ausencia. Pelo contrário.
E em todas as mudanças que a vida trás, ainda te sinto mais a falta. Por querer-te aqui, entendes-me?
Tenho a certeza que é por ti que ganho em mim todos os dias mais coragem. E que em mim há tanto de ti!

Hoje... 13 anos.
E foi ontem que te disse, quando ainda não sabia que era o fim, que falei sem saber que eram as ultimas palavras, antes de saber que não havia mais nada depois:
- Até logo pai.

publicado às 13:53


Confessionário

De Ana Santos a 12.10.2009 às 21:13

Como me identifico contigo... nem imaginas... o meu vai fazer 13 anos dia 9 de maio... mas o sentimento é como se tivesse sido ontem.. nunca me sai da cabeça e custa mto mto falar dele e nem o consigo fazer com ninguem...

De Anderson Coelho Fetter a 13.10.2009 às 10:13

Ainda precisa de fotógrafo?

www.coelhophotos.net

De Nen a 13.10.2009 às 13:03

Sem palavras, Raquel.

De Justme a 14.10.2009 às 21:22

Um grande beijo para ti Raquel!

De Dorian a 15.10.2009 às 04:34

Olá, sem querer encontrei seu blog. Eu estava em busca de uma imagem que pudesse representar tudo aquilo que estou sentindo nesse momento: uma despedida, uma necessidade de dizer adeus a alguém. Acabei encontrando o seu texto "Despedida" e embora muito doloroso, adorei lê-lo.
"Roubei" sua imagem e coloquei-a no meu blog, onde escrevo com mais duas amigas. Espero, sinceramente, que não se importe.
Um grande abraço.

De Moon Girl a 15.10.2009 às 11:40

Olá! É a primeira vez que venho ao teu blog e desde já o meus parabéns, gostei muito daquilo que escreves e da tua criatividade na escolha das imagens e na construção do blog. Sobre o teu post, gostei de ler, apesar de ser um pouco doloroso, o que te compreendo tão bem. Perdi o meu pai vai fazer 4 anos no final do ano, sei bem a dor que se sente e no meu caso ainda foi muito recente, é como perder uma parte de nós. Também sinto muito a falta dele, o carinho, as brincadeiras, o sorriso, a ternura... mas infelizmente a vida é assim, e apesar de custar muito, ai nao se nao custa, temos que ser suficientemente fortes para seguir a vida e dar amor e carinho aqueles que ainda estão connosco, sem nunca esquecer aqueles que ja partiram, como no nosso caso os nossos pais nunca sairam dos nossos corações. E a melhor maneira de enfrentar-mos esta dolorosa situação, é lembrar dos nossos pais com alegria e nunca com tristeza, embora a dor da perda seja muita. Apenas te digo... força... beijinhos.

De conde a 19.10.2009 às 14:46

Sem palavras....

De The Saint a 20.10.2009 às 23:34

Oi...

Há muito que aqui não vinha... e ao chegar deparei-me com este teu "texto"...

Perdi o meu Avô há quase 3 meses... e ainda não o consigo aceitar... Perdi o meu melhor amigo... A ùnica pessoa que me percebia só de olhar para mim...

Ainda não consegui chorar, não por falta de vontade mas sim por pensar que ele está sempre ali há minha espera sempre que eu chegue a sua casa...

Não choro porque não era assim que o meu Avô me queria ver... Ele sempre me dizia... "Filho vive sê feliz... E nunca falhes a ninguém..."

Só te consigo enviar um beijo... e muita força...

De euzinha a 28.10.2009 às 22:01

Como é bom voltar ao fim de alguns meses e ainda te encontrar por cá...nem imagina o quanto me alegra saber que este nosso cantinho ainda continua!
É sempre um prazer voltar a ler-te.
Tem um resto de uma optima semana. B'jokas

De Brain a 30.10.2009 às 15:06

Já to disse antes, noutros anos, volto a fazê-lo: Sentido BEM cá dentro. Foi a minha Mãe. E o sentimento é muito similar. Deixo-te um Beijo e o meu silêncio num Abraço.

Diz lá


Pág. 1/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D