Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Toda a vida suspensa...

Confessado por Mulherde30, em 07.08.09

saudade.jpg


Há dias assim. Terriveis. Dias que não chegam ao fim e quando chegam, parece que ainda nem começaram. A cabeça num rodopio, os nervos miudinhos a aflorarem a pele.
Dias como o de hoje em que só queria...
Não sei. Nem sequer sei o que queria.

Talvez que tudo ficasse suspenso. Como os jardins da Babilónia em jeito de maravilha. Como quando em crianças inspiramos muito antes de mergulhar e nem sabemos o que aconteceu, como se não existissemos lá em baixo. Apenas sabemos que estivemos debaixo de água quando os olhos aflitos e a respiração a encher de rompante os pulmões, quando já à tona de água.
Como um inspirar de vida e depois, nada.
Ir ali só para morrer um bocadinho e depois voltar. Sabes como é?

Talvez que o mundo parasse. O relógio ficasse quieto, que ao meu redor tudo ficasse mudo.
Para não ouvir. Para não sentir. Para não falar. Para não pensar. Não sorrir. Não amar.
Nada.
Ficar encolhida num canto sem medo de nada porque nada mexe, nada avança, nada existe.
Quieta apenas.

Dias em que pudesse por momentos, não viver.
Hoje, não me apetece viver.
Sem que isso signifique morrer ou querer morrer.

Deve soar-te estranho. Mas hoje, nem sequer quero explicar.

publicado às 18:59


Confessionário

De raquel a 09.08.2009 às 01:33

Ola.Sinto a tua angustia e o desejo de parar os ponteiros do relogio..Ultimamente, os meus dias vão ao encontro do teu desabafo.
Gostei muito do teu blog..muito sincero.Sempre que puderes visita o meu novo cantinho da escrita em http://raquelstp.blogs.sapo.pt/. (http://raquelstp.blogs.sapo.pt/.) ;-)

De Anita a 11.08.2009 às 10:49

(que comentários mais parvos...) Há dias assim, sem dúvida... Mas depois também existem os outros, que de alguma forma acabam por compensar essas dores e angústias nas quais nos deixamos levar por vezes. Força. Beijinhos a ti **

De conde a 12.08.2009 às 17:10

Há tempos atrás entendia-te , ou pelo menos, julgava que sim, mas agora não consigo enquadrar esta angustia. Alguma coisa se passa contigo e eu não sei o que possa fazer, o que se passa contigo miga.

De Daniela a 13.08.2009 às 13:44

Adoro seu blog, o outro tb, pena que não há mais acesso publico a ele...
Sei como se sente, perfeitamente...
adoro esse blog...

De ventonorte a 13.08.2009 às 18:27

sei como é... passamos dias, semanas, meses, a encher a nossa vida de sonhos, ilusoes, vontades e quereres... para no fim morrermos por dentro mais um pouco, tendo de continuar vivos... sei que por cada queda voltaremos sempre a erguer-nos, mas cada vez mais devagar... fica bem Raquel! bjinho!

De mulherde30 a 15.08.2009 às 18:57

P/ RAQUEL: não, nem sequer é angustia. É um não sentir. Qualquer coisa de dificil explicação! heheheheheh.... b'jinhos

De mulherde30 a 15.08.2009 às 18:58

P/ ANITA: (comentários? que comentários? Ah, esta lingua estranha parecida ao portugues que este E.T. escreve? heeheheheheheheh). E o que conta são os outros dias, certo?...b'jinhos

De mulherde30 a 15.08.2009 às 19:00

P/ CONDE: gajo, não te preocupes. Isto é o resultado de uma pilha de um nervoso miudinho no mundo prifissional. Em que apetece mandar tudo às urtigas e todos à me***. Num daqueles dias em que o unico desejo era ser reformada, sabes? heheeheheheh... b'jinhos

De mulherde30 a 15.08.2009 às 19:02

P/ DANIELA: essa não percebi... adoras o outro tambem? Que outro? Queres ver que tenho outro e não sabia? Ou refereste àquela cópia integral deste que eu descobri à meses? Agora fiquei assim, sem saber do que falas, mas OK. B'jinhos

De mulherde30 a 15.08.2009 às 19:03

P/ VENTODONORTE: deixa lá, o que não nos mata torna-nos mais fortes...b'jinhos

Diz lá


Pág. 1/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D