Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PRA RUA ME LEVAR

Confessado por Mulherde30, em 15.12.04

"Não vou viver
como alguem que só espera um novo amor...
há outras coisas no caminho onde eu vou.

Às vezes ando só,
trocando passos com a solidão...
momentos que são meus e que não abro mão.

Já sei olhar o rio por onde a vida passa,
sem me precipitar e nem perder a hora
escuto no silencio que há em mim e basta
outro tempo começou pra mim agora...

Vou deixar a rua me levar
ver a cidade se acender
a lua vai banhar este lugar
e eu vou lembrar você...

É, mas tenho ainda muitas coisas pra arrumar,
promessas que me fiz e que ainda não cumpri...
palavras me aguardam o tempo exacto pra falar...

Coisas minhas,
talvez você nem queira ouvir..."


É isto.
Deixar que a vida me leve.
Nesta altura de Natal, em que falam de amor, amor e que para mim é mais amor ao próprio que ao próximo, dedico-me a olhar para o ano que está a terminar...

OK. Divorcio. Sem casa. Amigos que se vão. Sozinha. Falta de aconchego, de carinho, de amor, de sexo, de cumplicidade...
De cabeça erguida.

E sei que, depois de tudo, o melhor caminho, neste momento, é nao seguir nenhum. Deixar por uma vez que a vida me dê a mao e me leve. Eu sei que encontrarei um outro rumo.
E errarei outras vezes.
Que esta coragem, vontade de sorrir, de lutar, nunca sejam apagadas pelas mágoas que vierem...

Passo o tempo a gozar comigo, mas a verdade, é que sou feliz!
Tenho uma familia que me apoia incondicionalmente, os amigos que ficaram e outros que vão aparecendo sao os melhores desta galáxia, tenho trabalho ( pronto, ganho o que um ministro gasta num par de sapatos, mas pouco importa), tenho saúde, continuo a encarar a vida de frente...
tenho calos nos pés, mas os meus pés mexem...
as minhas pernas são magras mas andam...
o cu está um pouco para o flácido e mesmo assim, melhor que muitos...
as mamas pequeninas mas minhas...
os olhos, a boca, orelhas, nariz, tão normais...
mas vêm, falam, escutam, cheiram...
Portanto, tenho tudo!
O amor virá...
não vou procurar nem esperar, nem tão pouco viver na ânsia de o ter..

E nesta luta, sei que sairei vencedora... e rir-me de novo da vida...
É o minimo que posso fazer a esssa puta...

publicado às 22:51

CIUMES

Confessado por Mulherde30, em 14.12.04

Fuck!!! Xiça!!! Pôrra!!!
666 comentários??? Isso é o nº do diabo....
Por isso... um diabinho toda a tarde a tentar-me e depois, na hora da verdade deu de frosques, pois... sem comentários porque nós, mulheres é que somos complicadas. Pois sim...


Mas hoje quero falar de... ciumes.
Dizem que sem ciume não há amor. Eu discordo. Já amei e sei que um dia apesar do medo voltarei a amar, mas dispenso isso de ciumes.

Que me lembre, só senti esse formigueiro no estômago, umas duas vezes, e vai na volta era fome e eu é que pensei que fosse ciume.
Vamos combinar? Deve ser horrivel viver assim, obsecado por alguem.
E eu conheço pessoas ( homens e mulheres) que até me dão nos nervos:
" ai, porque é que não atende o telefone?"
" o telefone está desligado"
" disse que telefonava e não telefonou, com quem estará?"
" combinou que vinha às 21h e já são 21.05..."
Merda...

Como conseguem viver assim? ninguem é dono de ninguem e o ciume não impede quem quer que seja de trair se tiver mesmo vontade... Portanto, para quê viver nessa angustia?
É que essas pessoas com ciumes excessivos até enlouquecem e fazem filmes com uma categoria que nem o Steaven. ..Sim, o pobre coitado pode ter ficado sem bateria, mas na cabeça de uma mulher ciumenta ele de certeza que está a papar a prima da irmã da amiga da vizinha.
Passar a vida a pensar com quem? como? porquê? onde? quando?
Que o diabo seja surdo, cego, mudo e paralitico...( de forma a que não tenha nenhum poder em me transformar num ser assim)

Nunca fui assim. Não faz parte. Para mim sem confiança não há amor. Eu tenho que confiar para viver a dois... e no dia em que essa confiança passar a desconfiança é porque as coisas estão mal. Mesmo muito muito mal... E depois é simples: se a desconfiança tem razão, termina-se a relação. Viver a dois desconfiando? Nâ!

Quero lá saber... se fizerem merda que depois a limpem. Não vou perder energias nem cansar a minha beleza a tentar saber os passos que o meu companheiro dá. Era o que me faltava! Ciumes? Xô, xô!
Se isso fosse certeza de que nunca era traída, mas não é!

Mesmo quando era casada algumas pessoas diziam-me:
- ai, não sei como não te importas que ele saia sozinho com os amigos sem ti.
E???? Pergunto eu?
Desde quando é que quem quer pular a cerca o deixa de fazer pelos ciumes? Até acho que as pessoas que vivem com ciumentos o fazem mais depressa, porque sabem que elas desconfiam de qualquer forma, quer faça, quer não faça.

Eu tambem gosto de sair para onde me apetece e Deus me livre de me sair na rifa um caramelo que de 2 em 2 minutos me liga
- e agora, onde estás? com quem? a fazer? a que horas chegas?
Nem tenho paciência... credo!
O que espero é que confiem em mim. Só.
Tudo bem que gosto de observar as paisagens. Mas quando tenho uma relação sólida (talvez seja o termo mais apropriado, liquida era suspeita) os outros homens é só mesmo para isso. Para ver, não mexer.
Tipo aquelas lojas de decoração onde evito ir porque estão tão cheias de peças e pecinhas em cristal e porcelana que tenho medo de me mexer, de respirar, quanto mais de tocar... não vá aquela merda cair e ainda me obrigarem a pagar coisas que nem sei para que servem...

As relações baseadas na desconfiança não podem ter bom futuro. É que ninguem tem pachorra para essas merdas. E mais, enquanto se vive inventando filmes, não se vive o que se tem. Além disso todos são inocentes até prova em contrário.

Nunca fui,nem quero ser ciumenta. O máximo que vou fazer é não confiar tão cegamente, aprendi a lição...

E digo que, pelo que vou ouvindo, os telemoveis são os maiores traidores de quem trai. Ah pois. É que há homens que são mesmo muito tansinhos, e mulheres, claro...hehe

E depois, digamos que uma mulher, nos dias que correm apanha mais depressa um homem que pule a cerca se não demonstrar nem ciumes nem desconfianças.
Estamos a saber ser dectetives...
E eu já sou perita! hehe
A partir do momento que desconfiamos, arregalamos olhos, ouvidos, nariz em direcção aos pormenores...
Eles pensam que, por não sermos ciumentas nem desconfiadas nunca serão apanhados. Pois sim, fiem-se na virgem!

A paciencia é uma virtude e o tesão não a tem, portanto... é só saber esperar, em qualquer instante, o gato fica escondido com o rabo de fora...

Já a minha avó me dizia que uma mulher, se quizer, tem a manha de sete raposas...

Enquanto eles andam tranquilos, nós farejamos, por norma eles nem desconfiam que estamos desconfiadas... e deixam sempre pontas soltas porque acham que enganam bem... até um dia.
Andamos de roda, de roda, doces, meigas de derreter, como quem não quer nada... até ao dia em que tudo acaba.

Portanto só temos a ganhar em guardar ciumes...

Sim, porque com vinagre neiguem apanha moscas...

publicado às 23:09

AMANHÂ TALVEZ

Confessado por Mulherde30, em 13.12.04

Depois de tanto tempo sem escrevr, voltei, para mal dos pecados de muitos.

Às vezes fico a pensar em como tudo isto a que chamam vida é tão engraçado... e o melhor é mesmo rir dela.
Passamos toda a vida a lutar contra o tempo e no final, na mágoa, ele é sempre o nosso maior aliado. Encarrega-se sempre de repor tudo no sitio...

Pelo menos comigo, o tempo é generoso, vai colocando umas rugas e tal mas ao mesmo tempo apazigua a dor...
É bem verdade que aqui dentro ainda existem muitas amarras e no entanto, ao olhar para trás vejo como este ano foi de mudança na minha vida...mudanças terriveis, é verdade... mas cá dentro, chego a ter orgulho em mim, por ter tido forças para continuar a vida de uma forma ou outra e não baixar os braços, simplesmente...

Há horas de abandono, de desinteresse, de solidão, de falta de carinho... isso sim, traz saudades, o carinho... ( Raquel, aqui podes dizer a verdade, dizeres que sentes falta do sexo), e do sexo. Sexo meigo, selvagem, longo, fugaz... ( que merda, que estas coisas não me saiem da cabeça, volta e meia e lá estou outra vez nisto! Fuck) mas adiante...

Todos sabemos que não somos eternos e no entanto, vivemos uma vida a adiar a vida... e é pena, mas eu tambem sou assim...
Amanhã faço, amanhã digo, amanhã vou...
Mas haverá um dia em que não haverá amanhã...
E as palavras acabam por morrer cá dentro... e é tão simples dizer " gosto de ti"...


Lá fiz o "penteado"... simples. Na hora achei que era sofrer demais para nada... só mesmo eu é que vejo... hehe mas fiquei assim, como dizer? POTENTE!

Pouco importa.
Eu sei que numa hora qualquer toda esta vontade será liberta... sei que num dia qualquer vou sentir um deslize de mãos pelas costas, um aconchego nos braços de alguem, olhar nuns olhos e saber que sou desejada, que querem derrubar as minhas barreiras, que sentem ânsia de me possuir assim, sem pudor, sem pensar... talvez...

Até lá, vou indo ao céu vez em quando, sozinha...o que é pena, porque ver o céu sem ninguem com quem partilhar essa paisagem não tem muita piada, e vamos combinar? A vida a dois é bem mais divertida...
Mas apesar de tudo, ainda bem que não sou maneta...
Deus existe!

E quem sabe se amanhã não serei feliz?

publicado às 21:36

DUAS SURPRESAS... numa noite só!

Confessado por Mulherde30, em 08.12.04

Aqui estou eu no dia 8 de Dezembro e já não aguento estas musicas lamechas de Natal, tenho é que manter a calma que ainda vou ter que levar com isto algum tempo, por isso, Raquel, paciência.

Mas ontem, por algumas horas cheguei a acreditar no pai natal...
Meu Deus... mas não era aquele velhote barrigudo e de barbas brancas, não, nada disso.

1.90, com uns musculos bem torneados mas não exagerados ( que não gosto nada disso), um rabo, hummm, botas pretas, um gorro vermelho e de boxers justinhos justinhos, brancos... ai... ai...ai...e ainda por cima com uma carinha de anjo... e mais, andava com aquele pêlo branco que o velhote de barbas brancas tem em toda a volta do casaco, nos pulsos e em volta dos boxers...
Que tentação... disto nunca me aparece, que merda... e se aparece é de alguem.

Portanto, já sei que vou pedir com esperança ao pai natal para me deixar como presente no sapatinho: aquele pai natal meio despido!

Se bem que aposto que deve conduzir uma monovolume, o que significa que tem mulher, dois filhos lindos com cabelinhos louros e com caracois e olhinhos azuis, tem 2 cães, uma casa com jardim, etc, etc... aquela cara de anjo não engana... mas não custa sonhar

Mas a noite trouxe mais surpresas...
À pois... estão a ver os da william lawson's? Pronto, vinham vestidos assim, era a unica coisa em que eram parecidos...
6. 6 rapazolas, divertidissimos... pronto, não tinham o cavalo, nem tinham aquele corpo nem o charme, mas tinham humor e isso, é meio caminho andado

Duas surpresas numa noite só... para quem nem ia sair de casa...deitei-me às 5.30, sozinha, claro está, porque se aquele pai natal tivesse vindo montado nos meus 70 cavalos, não ia dormir de certeza... digo eu.
Sim, porque o corpo já não está habituado nem às noitadas nem a sexo e portanto era bem capaz de dormir logo depois, assim tipo homem...hehehe
Ou então dormia durante a acção porque tenho que pensar que ele podia ter uma pila tão pequenina, mas tão pequenina que só fazia cócegas e é bom adormecermos assim sentindo cócegas...

Se bem que, agora que falo na pila, realmente, atraves dos boxers aquilo não era muito avantajado, não...
Não quer dizer nada, ou quer? Provavelmente como não reparou em mim aquilo estava em estado depressivo, sim, com frio não podia ser, ao que o rapaz dançava...uiiiiii e como se mexia! Ou estaria assim porque reparou em mim? E agora? Como vou saber? Que tomates, não tenho sorte nenhuma

Ainda pensei que fosse fazer o strip, mas não, nem ele nem nenhum outro...
Claro, sabiam que eu estava lá e desesperada como ando, quem lhe fazia o strip era eu, sim porque candidatava-me a ir para o palco e ajudá-lo! heheeh.

Pois sim, Raquel, ladra ladra, como se algum dia tivesses coragem...
Ó Raquel, tu nem coragem tens para perguntar o nome a um que te chame a atenção... quanto mais ir para um palco pra perto de um homem meio despido!
Béu, béu...

Mas não entendo... fui com uma colega para o club e montes deles a meterem-se com ela... isto deixa-me pensativa... e na próxima, saio só com amigas feias! Toma. heheeh ( as minhas amigas são todas lindas, mas aquela era só colega , não tinha nada que ir empatar, f***-**)
Só me resta mesmo brincar com a situação...hehehe, pronto e tenho que dizer que sim, é uma mulher bonita, portanto é legitimo que os homens olhem para ela, mas como é só colega, posso gozar! hehehe na brincadeira
Devo ser mesmo desinteressante, feia, horrivel. O patinho feio do sexo feminino...
mas se fosse homem, acredito que iria ter dias em que só queria comer uma mulher como eu...hehehehehehe

Mas não te preocupes, um dia destes, Raquel, do nada, numa esquina qualquer vem um que te empurra contra uma parede e te possui ali mesmo...heheheehehe.

Qualquer dia já nem sei como se faz isso, ou então, ao ver um homem nu perto de mim, fico com cara de anormal a olhar para a pila e pergunto:
- o que é isso?

Isto de estar tanto tempo no atraso até deve fazer mal...

publicado às 20:52

QUE DIA MARAVILHOSO!

Confessado por Mulherde30, em 07.12.04

É tão bom estar viva! Tão bom, tão bom!
Uma noite cheia de aventura!
Nem sei muito bem de onde apareceu aquele homem que nem conheço...
Não importa. Chegou...

Sorriu-me. Aproximou-se de mim...
Abraçou-me, colocou as mãos na minha cintura e puxou-me para ele...
Beijou-me com tal intensidade que no momento seguinte estava com ele num quarto com o luar a servir de luz... mágico
Mãos que deslizavam pelo corpo, boca faminta que percorria cada recanto meu... e sempre com aquele olhar intenso, eterno...
Não me senti com vergonha, não fiz perguntas, não questionei, não pensei... deixei-me levar por um toque arrepiante que me descia suavemente pelas costas, que me apalpava com força o cu, que mais uma vez voltava a ser suave na parte interna das coxas, que me pressionava mesmo por cima dos joelhos...
Que me lambia o corpo e soprava devagar depois, só para sentir aquele contraste de calor-frio.
Que me beijava as mamas, que entrava em mim sempre no tempo certo, com a pressão exacta...
Que me senti assim, como que meio rainha, por estar apenas a ser invadida por alguem que me conhecia, que sabia, sem conhecer nem saber... por estar apenas para ter prazer...

Os sonhos são assim, intensos, humidos, suados...
Mas a verdade é que o despertador toca e chega, outra vez, a hora da verdade... verdade onde não há lugar para esse homem do sonho... e mesmo que houvesse, não se dedicaria assim a mim com tanta ânsia...

O que é pena...
Mas penso nesta noite, neste sonho, e ainda sinto as faces queimarem...
Quem me dera...

publicado às 10:35

SENTIR SAUDADE

Confessado por Mulherde30, em 07.12.04

Hoje sinto saudade...
Saudade do carinho, das palavras meigas
Saudade de sorrisos
de amigos que perdi
Saudade de ver as estrelas e partilhar essa beleza infinita
Saudade de amar
Saudade do calor
Saudade de olhares que me despem a alma
Saudade do silêncio das palavras
Saudade do amor...

Saudades do que já não sou
Saudades de um toque
Saudades dos cheiros
Saudades de perder os sentidos

E sinto saudade da saudade... essa saudade que nos traz à memória coisas lindas que já nem lembravamos...mas uma saudade sem dor.

" A saudade é tão débil,
tão tranquila...
que só o amor e a amizade
tem ouvidos para ouvi-la!"

Aquela saudade que não deixa lágrimas correrem, mas que por seu lado nos esboça um sorriso...

Amanhã, talvez nem veja o pôr do sol, poderei até já nem estar por aqui... mas hoje estou e quero sentir em mim todos os sentimentos, todas as sensações, para que, na hora de partir possa sentir esta mesma saudade e sorrir...
Sorrir por saber que no meu peito existiram sensações unicas e que por serem unicas, serão eternas!

Não faz sentido, pois não?
Nem eu compreendo o sentido destas palavras... vieram assim ao de leve porque estava sentada no escuro, à lareira só a ver o fogo, a ouvir a lenha a crepitar e recordei tantas frases que ficaram aqui, tantos risos, tantos amigos... e pensava que enquanto não tenho a certeza se existe mesmo o ceu e o inferno e que a vida, por tristeza minha, possa ser só isto, deixa-me aproveitar o sol e a chuva, a lua e as estrelas, o dia e a noite... aproveitar os braços deste anjo que me envolve com os seus braços todas as noites só para que não me sinta tão só... porque eu sei que estou sozinha, mas não é assim que me sinto... é complicado explicar a fé. Acredita-se e pronto.

As minhas confissões... confissões de uma mulher que aos 30 admite nem saber muito bem sobre o que escreve...porque apenas escreve o que sente, o que pensa mesmo que tudo isso não faça sentido nenhum...

Cabeça de mulher, ...que fazer?
Deve ser efeito da pilula, que, por falar nisso, nem sei para que tomo essa merda...

Vou dormir.
Tenho esperança que nesta viagem nocturna o meu carro avarie e claro, no meio de chuva e frio lá venham eles a cavalo para me entregarem os kilt's...mas eu cá não os deixo ir embora... isso é que era bom! Já que chegam perto, que permaneçam...a noite acompanhada é bem mais divertida...

Um segredo? Sou perdida por aqueles escoceses... os da william lawson's...chiuuu!

publicado às 00:59

QUE COISA!

Confessado por Mulherde30, em 06.12.04

Isto de ser mulher.... tem muito que se lhe diga...

Na 6ª feira, tive uma declaração tipo de amor, só que na versão ridicula...nem quero lembrar...há lá com cada um...

Um fim de semana inteirinho nas moinas e... nada! Sim, porque vi um que me cortou a respiração e quando voltei a olhar, de repente, apareceu acompanhado com uma daquelas louraças de decotes até ao umbigo e saia até ao umbigo como se estivesse um calor de morte...
Como é possivel?
Não tenho sorte nenhuma... ninguem me liga...

Jantar de natal, cheio de copos e risos...noite num bar porreiro...cheiinho de homens...paletes, resmas...e nem um se atreveu a olhar para mim... será a minha beleza assim tão ofuscante? hehehe

Queria comprar uns brincos...uma tarde inteira com a amiga perfeita para as compras: A Ana. Adora, para ela o centro comercial é o seu parque infantil.
Resumindo: por causa dela comprei um chapéu, um broche (já que não faço, compro) uma camisola, umas botas salto finissimo pelo joelho e pretas ( que ainda estou para saber como vou andar nelas sem partir uma perna)... ou seja... tudo menos os brincos! Que realmente! Tenho que me deixar disto, sim, porque tenho como ordenado o mesmo que um ministro gasta num par de sapatos...

Adiante... quanto ao penteado, ainda não fiz nada...só ladro. Mas vou fazê-lo... só não sei quando. Hoje não, vou tomar café com uma amigo que se baba, mas que devido à própria idade não desperta nada em mim...
Sim, porque pilas há muitas e apesar da época de vacas magras não vou assim com qualquer um... não! Tem que me despertar o interesse por qualquer razão...o olhar, as mãos, as costas, o rabo...mas tem que me interessar...

E a verdade é que a cada dia que passa sinto que os homens devem andar cegos... ou talvez não. Talvez até eu, se fosse homem não me queria...hehehe.

publicado às 12:03

6ª FEIRA...

Confessado por Mulherde30, em 03.12.04

Hoje é 6ª feira...hummmmmmmmmmm
Bem vesti as cuecas que dizem: "who's got the power?", mas a verdade é que estou poderosa mas não tenho como mostrar esse poder...

Na cama, há mulheres que têm todo o poder... eu acho que não sou assim... mas como nunca estive com uma mulher na cama (mas tendo essa fantasia) não sei como são as outras...e o que vejo nos filmes, é tudo treta
.
Mas eu bem que gostava de enlouquecer por completo um homem... mas é verdade que para isso tenho que me sentir liberta de tudo... e cada um deixa-se enlouquecer à sua maneira... quem sabe quando eu os compreender consiga arrasar com um de forma a que nunca me esqueça?


Homens, sim, eu sei, há muitos... mas poucos me despertam o interesse e regra geral quando despertam é por coisas pequeninas, pequenos pormenores... aquela de:
-posso te conhecer?
já deu o que tinha a dar... porque não dizem logo:
-dás-me tesão...
ou então:
- vamos sexar?
são mais directos e podem ouvir na mesma uma resposta negativa:
- tu a mim, não dás nenhum
Pronto. Resolvido. Não precisam andar ali 2 horas a terem uma atitude como se fôssemos muito importantes, quando somos apenas mais uma.

Isto claro, quando se quer sexar.
SEXAR: ter relações sexuais
Porque isso de fazer amor não existe.
Ora pensem bem: como se pode fazer uma coisa que já está feita? Não podemos fazer amor... quando muito sexamos com amor!

Mas atenção... eu sou romantica!
E hoje, por exemplo, queria sexar devagarinho, com tempo... sim, porque há quantidade de meses que não o faço que o pobre vai demorar um tempão a entrar aqui! heheeh
Se não tiver nada para fazer à noite vou-me dedicar a fazer um penteado... na zona de baixo, sabem...tenho que mudar este... mas nem sei como ficar com um aspecto, assim, fantastico! Se tivesse opiniões... era bem mais fácil...

Mas também, para quê? Ninguem vê!

publicado às 15:46

EU QUERO ENLOUQUECER

Confessado por Mulherde30, em 02.12.04

Há uns anos atrás, numa praia perto de Caldas da Rainha, estava uma rapariga sentada à beira mar... era Maio, num daqueles dias que o sol é quente e mesmo assim as praias estão desertas...

É bom estar na praia em dias assim... o mar dá tranquilidade e ensina-nos que tambem tem dias em que está mais revolto: como nós...
E nesse dia estava calmo... muito calmo.

Essa rapariga, era eu...
E em todo o tempo que estive sentada, pensava na loucura da noite anterior...
E aos poucos cresceu em mim a vontade de mergulhar naquele mar.
Levantei-me, tirei a roupa e fiquei em cuecas. Entrei naquela água fria, mergulhei sem pensar muito e saí da água...
Tirei as cuecas, vesti-me e comecei a caminhar descalça pela areia...
Para chegar à estrada tinha que subir uns poucos degraus e nessa altura vi que estavam alguns rapazes no cimo das escadas de prancha na mão com um olhar de incrédulos...
Ao passar por eles um disse:
- Há tantos anos que venho à praia e nunca vi nada assim...


Era louca? Se era quero voltar a ser. É o que preciso, fazer loucuras, não deixar de fazer grandes coisas só porque terei em cima de mim olhos que me possam recriminar. Os olhos de quem tambem queria ter coragem... mas não tem!

Eu era feliz nessa altura, apesar de me faltarem muitas coisas, tal como hoje... mas vivia e isso fazia-me amar a vida.

Porque não hei-de caminhar descalça pela praia em pleno inverno? Porque não me posso deitar despida na areia e sentir a chuva a tocar-me a pele?

Ainda gostava de saber quem foi o anormal que inventou a palavra normal...
É que talvez porque naquele dia na praia tenha feito algo fora do dito "normal" ainda me lembro perfeitamente do que tinha vestido, (coisa rara em mim)...
... um fio dental bordeux rendado.

Se virmos alguem sentado sozinho a chorar pensamos: coitado
Se virmos alguem sentado sozinho a rir pensamos: coitado, é maluco!
Somos sempre coitados, portanto, mesmo sozinhos, vale muito mais rir.
Os loucos são sempre mais felizes.... e eu quero ser louca, enlouquecer e fazer loucuras...

Vamos combinar? As coisas que fazemos muito certinhas, que prazer nos dão?
E as coisas que fazemos por loucura? Essas pelo menos ficam cá como lembrança...
Por mim, quero ser velhinha ( que não vou ser, à quantidade de cigarros que fumo...) olhar para trás e ter a memória cheia de coisas que fiz por ser louca... quero olhar para trás e sentir que vivi da melhor maneira possivel.... e isso não consigo se fizer o que é tido como "normal"... digo eu.

Ainda tenho as cuecas verdes, portanto posso ter esperança de que um dia qualquer possa perder a sanidade nos braços de um HOMEM! Ainda que, apesar de tudo, o lugar de namorado em part-time continua vago. Há poucos que sejam assim, que tenham imaginação...
Porque, digamos, o homem que me fizer enlouquecer, tem que ter, tal como o novo Opel, diesel na guelra...


E quem sabe, um dia destes, às 5 da manhã toque o telemovel... e do outro lado, uma voz masculina me diga:
- Daqui a 10 minutos vou-te buscar, preciso que venhas comigo ver uma coisa...
E eu, ensonada e rabugenta esperarei e irei...

E talvez, só talvez, esse alguem me leve ao cimo de uma montanha ver o nascer do sol...
e me possua em cima do capôt do carro ainda quente, debaixo do orvalho da aurora, enquanto por cima de nós o céu vai ganhando mil cores até ser dia...

Já estou outra vez a delirar... ai Raquel, que não tens emenda! Como se algum homem, algum dia, tivesse num segundo da sua existência imaginação suficiente para te propor coisa mais linda!...

publicado às 22:37

Pág. 2/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D