Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Essas mãos...

Confessado por Mulherde30, em 04.03.08

FILIPE PEREIRE.jpg
Fotografia: Filipe Pereira


São as mãos, sabes? Essas que me tocam e arrepiam a pele. Essas que me apertam e me provocam.
Essas mãos que tacteiam o corpo quando nos tornamos num só. Que despertam o desejo urgente. Que me apertam a cintura e me puxam para ti, desenfreadas tantas vezes.
Essas mãos que se entrelaçam.
Essas mãos que deslizam nos cabelos desalinhados, no rosto, nos lábios.
Essas mãos que descobrem o corpo, que despem as roupas, que chamam por mim.
O toque das tuas mãos...
O toque das tuas mãos é um sentido. E um só, desperta cinco em mim.

Essas mãos.
As tuas mãos.

Essas mãos que por baixo dos lençóis, procuram as minhas, docemente.

publicado às 18:13


Confessionário

De bruno a 04.03.2008 às 22:18

Humm como sabe bem,já ví que tens jeito para a escrita (pois) e agarrar consegues?
Beijinho

De tania a 05.03.2008 às 21:01

Tens talento. Escreva sempre.

De Rui a 06.03.2008 às 08:39

Maozinhas marotas, então deve ser por isso que as mulheres reparam logo nas mãos dos homens... Agora sim, tudo faz sentido. Obrigado Mulher de 30.

De Brain a 06.03.2008 às 19:32

As memórias da pele, são as mais difíceis de apagar, são as mais abrangentes, são as MELHORES! Um Beijo meu.

De Ana a 06.03.2008 às 22:28

Olá Rakel, faz tempo que leio o teu blog e adoro a forma como descreves as coisas. Parece que conseguimos visualizar tudo através da tua escrita. Parabéns!
Quanto a este post, eu já tive o privilégio de sentir umas mãos assim, com um toque único, que eu seria capaz de detectar ainda que de olhos vendados. Não são todas as mãos... isso é certo! Jinho doce pa ti

De Bart a 08.03.2008 às 09:01

Sim, é com as mãos que sentimos e gravamos memórias das chamas da loucura do prazer e das caricias quando os corpos se enterlacam . É quando damos as mãos que fechamos o ciclo de fusão de dois corpo, transmitimos o calor da alma e deixamos sentir o pulsar do coração.
E são as mesmas mãos que se fecham sem sentir outras, e que nos momentos de solidão accionam uma lágrima que sem se saber por que nos cai do rosto.
Ai Rakel, nem sabes como te compreendo!

De bruno a 11.03.2008 às 20:58

ah, essas mãozinhas...
se elas lessem no teu corpo todo o braile de emoções escritas,saberiam sempre que essa muralha palpita palavras loucas sem sentido...

De joao a 12.03.2008 às 10:54

as maos percorrendo o corpo num detalhamento tao lindo e magestoso. parabens
joao

De nene a 22.03.2008 às 15:24

BoaZona, tu sempre cheia de sentimentos lindos e gostosos, não os percas, e quando não encontrares esas mãos, eu ensino-te o caminho até ás minhas. BSJ.

De mulherde30 a 06.04.2008 às 19:45

P/ BRUNO: gaja que é gaja, quando quer, consegue quase tudo... b'jinhos

Diz lá


Pág. 1/2



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D