Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Haxixe muito estranho....

Confessado por Mulherde30, em 30.05.05

Vamos lá por partes....


Continuo a usar o perfume, saio em noite de lua cheia...e fico a pensar que o devo ter colocado nos lóbulos das orelhas e que por isso não deu resultado. Cá por mim há alguma coisa que me está a escapar.... hummmm....acho isto muito estranho. Terá sido praga do cubanito? Só porque é possivel que nunca mais me encontre? Aiiiiiiiiiii...que merda.

Vejamos: Trio maravilha (eu e mais duas amigas) sai para as moitas. Óptimo.
Homens: aos montes
Homens bonitos: vários
Homens bonitos de camisa preta: alguns
Homens bontidos de camisa preta e altos: poucos (os portugueses estão cada vez mais baixinhos)
Homens bonitos de camisa preta, altos e com gel no cabelo:3
Homens bonitos de camisa preta, altos, com gel no cabelo e calças de ganga um pouco justas: 2
Homens bonitos de camisa preta, altos, com gel no cabelo, calças de ganga um pouco justas e mãos encantadoras: 1

Pronto, alvo à vista. Homem sedutor...que olha, mostra interesse, faz um jeito com o copo...
Perfeito até aqui, não?
Não.... afinal não.
Há sempre qualquer coisa que estraga tudo...no caso dele foi a compreensão. Abriu a boca e estragou tudo. Ou talvez o defeito seja mesmo meu e esperasse que fosse mais o meu "estilo". É que não tenho sorte nenhuma....

A verdade é que se eu digo a um homem "não" é mesmo não....mas ele acha que eu quero dizer sim
Se digo a um homem "interessas-me", quero dizer que bem que queria passar umas noites quentes na sua companhia....mas ele fica a olhar sem perceber bem o que quiz dizer, mas não pergunta, finje que compreende.
Se digo a um homem "talvez" quero dizer isso mesmo: talvez sim, talvez não... mas ele compreende conforme lhe der mais jeito.
Se digo a um homem "liga-me" é mesmo para ligar, não é para se fazer de importante. Detesto essa merda.
Isto é mesmo assim: queres queres....não queres fode-te.
Se olho para ele timidamente e baixo os olhos é só mesmo por timidez, com medo que perceba que um linguado até ia bem....
Se digo "hakuna matata"...só quero dizer que está tudo bem, não percebo onde está a dificuldade de se compreenderem as mulheres... (se bem que há por aí umas quantas que nem eu percebo, adiante)

Resultado: as palavras têm mesmo mistérios escondidos em si....diz-se uma coisa, mas o que se compreende do outro lado, costuma ser um pouco diferente.

Cá por mim deve ter havido uma peça qualquer que deus se esqueceu de lhes atribuir....é que Adão veio primeiro....e veio-se primeiro ( foi aí que nasceu o egoismo)...e ao vir-se perdeu a capacidade de compreensão do que realmente as mulheres querem dizer.

E escusam de me criticar....porque é verdade. O contrário tambem, só que não me atinge.

Mas adiante: tanto escolhi que as amigas desapareceram com uns colegas e eu fiz todo o caminho de volta a casa sozinha, com a sensação que tinha esquecido aguem.
Pronto, era giro, interessante, essas merdas...mas falta sempre alguma coisa. E não posso ser excepção....quem muito escolhe pouco acerta.

Mas como confissão: não me apetecia nada estar de amassos com ele...nem com nenhum outro. Apetecia mesmo conversas daquelas animadas de ir às lágrimas pelo humor...
Acho até que é por isso, pelo receio que estraguem tudo mal abrem a boca, que sonhei que um me dava a mão, me levou à praia com a lua a fazer de candeeiro, nos enrolámos ali sem dizer palavra....
E tenho medo que isto até vire trauma....

publicado às 15:31


Confessionário

De karina oliveira a 30.05.2005 às 16:03

Olá Querida! Então...??? Esses sonhos sao horriveis de se ter porq dificilmente se concretizam. E olha q gajos bonitos até vai havendo, mas mal abrem a boca, apetece virar costas e desaparecer. Sabes que também olho muito para as mãos de um homem. Até o posso achar interessante, mas se as mãos nao forem aquela coisa, já não há nada a fazer! Paciencia, sou exigente comigo mesma! beijo

Diz lá



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D