Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



os homens NÃO são todos iguais... (interdito)

Confessado por Mulherde30, em 19.04.05

body6_jpg.jpg

Que me perdoem todos aqueles que não se revêm nestas categorias... mas estou tão enraivecida, que neste momento, já passei da fase de ladrar...qualquer coisa que se aproximar de mim com pila, mordo.


Já não tenho paciencia, ca***** de merda, filhos de uma grande égua, lambe escrotos...todos! Todos!
Ou então o defeito é meu e sou tipo íman para atrair só os _omens desta espécie.
Mas para quê? Para quê?
Mentirosos, fingidos... o que ganham com isso? Palermas.

Vêm com aquela ladainha, conversa do bandido. Atiram o barro à parede para ver se cola, e por vezes conseguem. Andam ali de roda a farejar...à espera do momento...como quem não quer nada querendo tudo.

E eu, estupida, caio.
Estou passada da cornadura. Ponham-se a andar daqui que já nem vos posso ver, muito menos ouvir.
Desistam...escusam de vir com a ladainha de sempre.

Ah e tal...a minha mulher não me dá carinho.... (divorcia-te)
Ah e tal... ninguem me quer...(que giro, a mim tambem não, isso quer dizer que nem tu. Mas eu tenho defeito, e saberás tu porque é que ninguem te quer?)
Ah e tal... sou carente... (não sou tua mãe)
Ah e tal... tenho traumas... (tenho cara de psiquiatra?)
Ah e tal... sou sincero, odeio que me mintam... (pois sim, ninguem gosta, mas fingir tambem é mentir, portanto, fode-te)

P******** de m****... cansei. Já nem quero saber...ponham-se a milhas.
Custa assim tanto ser-se sincero? Custa?
Mas para que raio andam de roda, com palavras mansas?
Telefonam milhentas vezes, só para dizer que estava a pensar em nós...de tal forma que, mesmo não querendo, acabamos por pensar todo o dia neles...
Têm tempo de sobra...enquanto não se chega ao chamego...depois é um homem de negócios ocupadissimo sem tempo para ele quanto mais para nós...
As mensagens são substituidas por...nada.
Os telefonemas diários de 1 hora são substituidos por um semanal de 1 minuto.
É que quando começámos a pensar nele, ele já começou a pensar noutra...mas pelo sim pelo não, é melhor manter-nos por perto no caso de aquele novo caso não dar em caso.

Que raiva...
Desapareçam... melhor sozinha.
E escusam de vir com aquelas palavras que
Ah e tal...és especial...( sim, eu e mais quantas?)
Ah e tal... és muito bonita... (eu dou o recado à mãmã)
Ah e tal...a tua pele é tão suave... (desengana-te que alem desta que se vê, tocas em mais nenhuma)
Ah e tal... as tuas mãos são tão perfeitas... (mas descansa que não te vão masturbar)

E não me fodam a paciência... não me venham com essas merdas de mão na mão...que já sei que em breve é braço com braço, perna com perna e por aí fora.

É inevitavel, que quando vou jantar com um, a certo momento dou por mim a olhar para ele e a pensar: "quanto tempo vais manter essa pose de quem está muito interessado, de quem finge que gosta muito? 1 hora, 1 dia, 1 mês? 2? 3?"

O problema sou eu... e volta e meia caio que nem patinha. Há sempre algum que me faz acreditar que pode haver quem seja sincero...de verdade. Mas quando eu finalmente acredito, ele já está na fase em que, afinal, eu não sou assim tão interessante.

Acabou. Não digam que sou fria. Isso era dantes...agora sou iceberg.
Não me digam que sou distante...isso era dantes...agora há um abismo do tamanho de um oceano entre mim e os _omens.
Não me venham com merdas a dizer que construi uma parede em torno de mim...isso era dantes...agora tenho uma muralha intransponivel.
E nem pensem dizer que me protejo demais...porque se o faço é por causa de uma certa espécie de _omens.
E se antes eu tinha mau feito, agora sou uma bomba relógio...
E se eu jogava na defesa, agora, preparem-se... o ataque é por vezes a melhor estratégia.
E por favor...não me digam que sou sensivel...foda-se, sou mulher, isso não diz tudo????
E nem quero saber... apanham todos por tabela.

Estou capaz de rebentar de ira... nem me posso acreditar que mais uma vez, caí nessas armadilhas feitas de engenhos.
Eu tentei acreditar em palavras... mas foda-se... só me sai disto na rifa.
Era tão mais fácil darem aos poucos e ser sempre pouco, do que darem tanto e de um momento para o outro puxarem o tapete!
Mas não desespero...ainda tenho algures o vibrador. Não quero saber de nada que tenha pila. Pilas há muitas. E como a tradição já não é o que era...agora _omem é pastilha. Quando me apetecer, uso enquanto tiver sabor. Depois jogo fora.


Que raça! E chega a dar nos nervos eu, tansinha, acreditar. Tótó, Raquel...só mesmo a dares com a cabeça nas paredes...puxa, que não aprendes!
Dou-me aqui por vencida. Podem tirar o cavalinho da chuva que esta tansa não volta a cair...e se me der na real gana ainda vou para freira e pronto. Assunto encerrado. Nem me conformo... Judas! Abutres!

Como confissão: sei que os _omens não são todos iguais.... há uns que conseguem ser MUITO PIORES que os outros.

publicado às 13:01


Confessionário

De fernanda a 19.04.2005 às 13:18

Quase me ri com a tua fúria, se não fosse a tristeza de que tens TODA A RAZÃO! Bicho homem é todo igual. As excepções estão ocupadas! Bj e tem paciencia. O que é para ti, para ti está guardado... Dizem... Mas não deixes de procurar! Bj

O que pensas:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D