Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Querido Pai Natal...

Confessado por Mulherde30, em 19.12.06

analice_nicolau.jpg


Para: Pai Natal
Cabana 1ª e única
Travessa da neve
Rua gelada
2412-2006 Lapónia
Pólo Norte

Nicolau:

Espero que nem te importes que te trate assim… mas é só para não te chamar paneleiro. Desculpa, mas esse fatinho vermelho, com botas pretas, e luvinhas brancas, não há outro nome que me venha à memória alem desse. Ficamos portanto por Nicolau. Parece-te bem?

Até a tua rena Rodolfo sabe que nós temos uma relação difícil. Eu sei que tenho mau feitio, mas tu com esse vício de enganares as criancinhas, não sei não. És suspeito, pronto… começas a aliciá-las com presentes e em menos de nada já as estás a sentar no teu colo.
Sim, eu não sei se faria melhor, até porque há umas quantas que apetece sentá-las no colo mas de rabinho virado para a lua e enchê-lo de porrada. Pelo menos nisso admiro-te: na paciência.
Mas apesar disso, quero dizer-te que o que fizeste neste final de semana não foi coisa bonita de se ver… então atreveste-te a tirar a barba em frente a uma criancinha de três anos??? Tu viste bem o estado em que ela ficou? Incrédula, a pobre, de olhos esbugalhados a olhar para ti. Posso até dizer que lhe tiraste metade da inocência (mais tarde virá outro qualquer que vai fazer com que ela perca a outra metade) …

Se pensar bem, até sei porque é que vens todos os anos com o teu ho-ho-ho… é natural. Ninguém se lembra de ti o ano inteiro e depois vens com esse riso cínico de como quem diz: sentiram a minha falta, não foi? Não chorem mais, eu cheguei.
Se fosses pelo menos um daqueles Pai Natal calendário Pirelli mas versão masculina...

E depois em menos de nada lá vais tu no teu trenó voador… chega a ser triste ser-se criança, sabes?

E é uma chatice apareceres todos os anos quando já está mais que visto que já devias pousar as botas. Reformares-te, sabes? Tens que idade? Nem tu deves saber, já que ninguém te conhece pai ou mãe, como podes saber quando nasceste? Talvez venham daí todos os teus traumas.
E convém dizer-te que só por tua causa, gasto um ror de dinheiro. Se fôssemos na cantiga de que o Natal é quando um homem quer, estava eu bem fo****.
Mas claro que tu pouco ou nada queres saber disso… deixaste-te estar aí na tua lareira o ano inteiro, as escravas das renas é que se matam a trabalhar… e tu, que nem menino Jesus, no sofá estendido, no sofá deitado… só assim se pode chegar a esse estado barrigudo a que tu chegaste. Pobre Rodolfo… nem sei como é que ela te aguenta...
Mas adiante…

Quero dizer-te que este ano não te venho pedir nada. Até porque já me provaste que não és capaz de realizar qualquer desejo meu. Não sei se por ser exigente demais ou se tu incompetente.
Mesmo que pedisse, seria algo que tu não irias encontrar, por mais combustível G Force que despejasses no teu trenózinho… é que deves saber tão bem como eu que há por aí muitos gajos, mas eu queria mesmo um Homem todo embrulhadinho e tu, já se sabe, és apenas o Pai Natal, não és o David Copperfield. E mesmo ele, duvido-o capaz de tal magia, tantos são os adereços que tinham que vir na máquina, porque eu não perco tempo com material cheio de defeito… já bastam os meus, que tenho 1.74m deles.


O que te quero dizer é que gozes muito bem este teu último ano de mandato. No próximo ano, quem vai concorrer à presidência sou eu… desde que haja uma cláusula que me permita continuar a viver no meu país e é se me querem ainda viva até ao ano seguinte.
Quando me aplico, sou boa, mas mesmo mesmo boa, naquilo que faço. Vou concorrer às eleições. E mais: vou ganhar… que eu não faço a coisa por menos.

Foi um prazer conhecer-te… sempre me fizeste rir umas quantas vezes. Ahhh e nas mudanças, podes levar a roupa… ela não me serve de qualquer maneira…
Estou tão entusiasmada… podes aproveitar e ir avisando as criancinhas que no próximo ano têm que escrever:
Querida Mãe Natal… vai ser giro, não vai? Quer dizer, se calhar tu não vais achar muita graça, mas é para estares no meu lugar uma vez na vida. E até vais gostar, palavra de gaja.



Vais ver que vou ser uma Mãe Natal à altura desse trono…


E até te digo que se há Mães Natal que valem a pena, eu cá, valho a galinha inteira!


publicado às 00:01


O que pensas:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



O que queres saber?

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Velhas confissões

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D